Marko lamenta "interpretação ingênua" no caso de asa proibida

compartilhar
comentários
Marko lamenta
Por: Julianne Cerasoli
27 de nov de 2014 23:26

Para consultor, Red Bull não tentou burlar as regras ao usar asa flexível durante o GP de Abu Dhabi

O consultor da Red Bull, Helmut Marko, lamentou a punição sofrida na classificação da última prova do ano, em Abu Dhabi, quando as asas dianteiras do RB10 foram consideradas fora do regulamento. Para o austríaco, isso foi resultado de uma interpretação “ingênua” das regras.

[publicidade] “Foi um erro da nossa parte. Diria que foi uma interpretação ingênua. Achávamos que a asa estava dentro das regras”, relevou ao jornalista Adam Cooper. O erro custou caro: Daniel Ricciardo e Sebastian Vettel tinham se classificado em quinto e sexto, mas largaram dos boxes depois que a FIA descobriu uma mola que permitia a flexão das asas.

Fazendo um balanço do ano dos vice-campeões, Marko defende que o time foi bem melhor do que o esperado após um início muito ruim nos testes.

“A recuperação foi muito boa. Estrategicamente, tudo foi feito de maneira correta. Atingimos o máximo, aprendemos muito, e tivemos de lutar e manter a motivação em alta. Mas deu certo. Havia uma grande diferença em termos de potência do motor, não conseguíamos usar o potencial do nosso chassi porque, se colocássemos muita asa, perdíamos muito nas retas, então tivemos de encontrar um meio termo e nos saímos muito bem.”
A equipe foi a única rival da Mercedes a vencer na temporada. Ricciardo foi o primeiro no Canadá, na Hungria e na Bélgica.
Próxima Fórmula 1 matéria
Raikkonen diz que atitude de Vettel em teste não o surpreende

Previous article

Raikkonen diz que atitude de Vettel em teste não o surpreende

Next article

"A Ferrari tem de estar entre os favoritos todo ano", crê Alonso

"A Ferrari tem de estar entre os favoritos todo ano", crê Alonso
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Julianne Cerasoli
Tipo de matéria Últimas notícias