Marko: Pai de Sainz acha que filho é melhor que Toro Rosso

compartilhar
comentários
Marko: Pai de Sainz acha que filho é melhor que Toro Rosso
Jose Carlos de Celis
Por: Jose Carlos de Celis
Co-autor: Christian Nimmervoll
17 de mar de 2018 11:32

Consultor da Red Bull dá sua opinião sobre saída de Carlos Sainz para Renault e explica ideia sobre próximo companheiro de Max Verstappen

Dr Helmut Marko, Red Bull Motorsport Consultant
Dr. Helmut Marko, Red Bull Motorsport Consultant
Dr Helmut Marko, Red Bull Motorsport Consultant
Dr Helmut Marko, Red Bull Motorsport Consultant at the Red Bull Racing Team photo
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team with his Father Carlos Sainz
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team with his Father Carlos Sainz

Depois de três anos na Toro Rosso e sem a possibilidade de ser promovido para a Red Bull, Carlos Sainz Jr. aceitou a oferta da Renault para disputar as últimas corridas de 2017 e a temporada 2018.

Em um acordo de três vias, que terminou com a Toro Rosso se juntando à Honda e a McLaren com motor Renault, o time das bebidas energéticas permitiu que Sainz se juntasse a sua nova equipe antes do final do ano.

Quando perguntado a razão para deixá-lo ir, Helmut Marko, consultor da Red Bull, disse ao Motorsport.com em entrevista exclusiva: "Eles não estavam felizes porque achavam, especialmente o pai, que seu filho era melhor do que a Toro Rosso."

"E porque somos corajosos e dispostos a experimentar, depois de encontrar uma boa solução com a Renault, decidimos dar esse passo."

Marko lembrou que a opção de retorno de Sainz à Red Bull é unilateral e embora não explique melhor, diz que procura um 'plano B': "Não quero falar sobre detalhes, mas estamos tentando ter alternativas."

Dada a possibilidade de que Daniel Ricciardo, que ainda não renovou, deixe a Red Bull, Carlos Sainz se tornaria o primeiro na lista a substituí-lo. No entanto, Marko não quer falar sobre o andamento do caso do australiano."

“Acho que nós somos conhecidos pelo fato de que temos sempre alguém que possa entrar na equipe. Agora, prefiro não me comprometer, Ricciardo está conosco há dez anos. Eu poderia entender, em algum momento, que todos pensam que a grama do vizinho é mais verde."

"Mas estamos em negociações com ele. Temos que encontrar uma maneira em que ambos saiam beneficiados. Eu estava com ele em Barcelona e nós estabelecemos um prazo em que se você decidir sair, podemos encontrar a melhor alternativa possível."

Finalmente, quando perguntado se eles vão dar tempo a Ricciardo para ver o que acontece com Raikkonen na Ferrari, e se isso está relacionado com o futuro de Sainz, ele respondeu: "Eu não pensaria só em Sainz. Somos bons em encontrar pessoas.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Análise: Por que a Haas surpreendeu Hamilton?

Previous article

Análise: Por que a Haas surpreendeu Hamilton?

Next article

Renault prega investimento gradativo rumo ao topo da F1

Renault prega investimento gradativo rumo ao topo da F1