Massa: Alonso "sabia tudo" sobre armação de Cingapura-2008

Brasileiro promete conversar com Pat Symonds, seu novo diretor técnico, apontado como um dos responsáveis por farsa

Após dividir a Ferrari por quarto anos com Fernando Alonso, Felipe Massa vai ‘enfrentar’ outro personagem central da armação do GP de Cingapura de 2008: Pat Symonds. E, depois de se convencer de que o ex-companheiro “sabia tudo” sobre o plano que lhe daria a vitória naquela prova, o brasileiro garantiu que vai conversar com seu novo diretor técnico.

LEIA MAIS

Lutando pelo título com Lewis Hamilton, Massa largou na pole e liderava a prova até que um acidente deliberadamente provocado por Nelsinho Piquet trouxe um Safety Car para a pista. Como já havia feito sua parada, Alonso foi alçado à liderança, enquanto o brasileiro teve problemas em seu reabastecimento e caiu para último. Ao final da prova, perdeu seis pontos em relação a Hamilton, que era segundo antes do acidente.

Com a confissão de Nelsinho à FIA e uma investigação que puniu o então chefe da equipe de Renault, Flavio Briatore, e seu diretor técnico, Pat Symonds, a farsa foi esclarecida, mas nunca ficou comprovado se Alonso fizera parte do plano. Após cumprir sua pena, Symonds voltou à Fórmula 1 e hoje está na Williams.

Frente a frente com Symonds na equipe inglesa, Massa afirmou que o tema será discutido. “Claro que vou falar disso com ele”, disse o brasileiro à Autosport. “Mas tenho certeza de que ele não é o cara mais importante dentro do que aconteceu. Às vezes as pessoas pagam mais do que deveriam. Eu sei como funciona nesses casos na Fórmula 1, mas definitivamente falarei com ele.”

Em relação a Alonso, Massa afirmou acreditar que o espanhol “sabia de tudo”, mas reconheceu que ele “nunca contaria” a verdade. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso , Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias