Massa cobra melhora da Williams após problemas na Bélgica

Assim como chefe de performance, brasileiro acredita que equipe precisa crescer em termos operacionais

O GP da Bélgica foi mais um exemplo de como a Williams cresceu em termos de rendimento nesta temporada, mas ainda precisa melhorar em outros aspectos para lutar com a ponta do pelotão: na classificação, os pilotos foram à pista em meio ao tráfego, algo que poderia ser previsto pelo time por meio de dados de GPS.

[publicidade] Na corrida, Felipe Massa teve de esperar até o segundo pit stop para que seus mecânicos retirassem um pedaço do pneu de Lewis Hamilton que estava preso no assoalho de seu carro. O infortúnio prejudicava o rendimento do carro e foi determinante para que o brasileiro terminasse em 13º.

“Em classificação, não fizemos um trabalho perfeito em termos de procedimentos, então é algo em que estou trabalhando, mas a equipe está crescendo”, afirmou Massa. “Espero que seja algo que não vá acontecer novamente.”

A opinião é compartilhada pelo chefe de performance veicular do time, Rob Smedley, que reconhece a perda de pontos devido a erros operacionais. Na pista em que muitos consideravam que a Williams poderia até lutar pela vitória, o melhor resultado foi a terceira posição de Valtteri Bottas, mas a mais de 24 segundos atrás do vencedor Daniel Ricciardo.

“É justo dizer que provavelmente perdemos alguns pontos”, disse Smeldey. “Estamos operando em um nível muito melhor do que há 12 meses, isso é claro, mas não estamos operando em um nível bom o bastante para vencer corridas e, eventualmente, campeonatos.”

O profissional salientou que esta é a área em que está focando no momento. “Não apenas baseando-se em Spa, mas sim na jornada por que o time está passando, precisamos melhorar operacionalmente e melhoraremos.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias