Massa crê que relação de forças pode mudar na Malásia

Brasileiro lembra que há diferenças no tipo de circuito, composto utilizado e temperatura em relação à Melbourne

A Ferrari começou o ano com um segundo e quarto lugares e foi alçada à liderança do Mundial de Construtores após a primeira etapa, mas Felipe Massa afirmou ao TotalRace que o fato do GP da Malásia ser completamente distinto de Melbourne pode alterar a relação de forças.

“É uma condição climática, uma pista e compostos de pneus completamente diferentes. É uma corrida em que você sempre tem de se preocupar com o desgaste de pneu, a estratégia é sempre muito importante. Mas é uma pista mais normal do que Melbourne.”

Depois de levar o supermacio e o médio para Melbourne, a Pirelli terá os médios e duros em Sepang. Para Massa, quem compreender melhor os pneus levará vantagem nestas provas iniciais. “Nestas primeiras corridas, temos de tentar entender qual o melhor caminho – como na Austrália, em que um cara tentou algo distinto e funcionou. Isso é importante neste início e pode gerar surpresas.”

Uma das equipes que pode se recuperar é a Red Bull, que sofreu com falta de ritmo e desgaste na prova da Austrália. “Olhando os treinos da pré-temporada, já imaginava que a Red Bull seria um carro rápido. Nesta pista, o carro deles funcionou demais na classificação e não na corrida. Tiveram um desgaste alto e um ritmo pior. Acho que temos de esperar algumas pistas para ter a certeza de qual será a situação. De qualquer forma, é positivo não ter a Red Bull ganhando a corrida.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias