Massa deseja permanecer na F1 por "mais dois ou três anos"

compartilhar
comentários
Massa deseja permanecer na F1 por
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
12 de mar de 2016 16:14

Piloto da Williams diz que ainda tem muito a oferecer para a Fórmula 1 e reforça desejo de permanecer na categoria por mais temporadas

Felipe Massa, Williams FW38
Felipe Massa, Williams FW38
Felipe Massa, Williams
Felipe Massa, Williams with the media
Felipe Massa, Williams FW38
Felipe Massa, Williams FW38
Felipe Massa, Williams FW38

Felipe Massa vai para a 14ª temporada na Fórmula 1 em 2016. O brasileiro, com 34 anos está no último ano do contrato atual com a Williams e ressalta que, apesar de já estar há muito tempo na categoria, segue motivado e ainda tem muito a oferecer para a F1.

Em entrevista ao Motorsport.com, Massa destacou o desejo de permanecer na categoria por mais temporadas e que a experiência adquirida em todos esses anos pode ser muito útil quando o novo regulamento - previsto para entrar em vigor em 2017 - passar a valer.

“O tempo passa mas sigo motivado. Enquanto eu estiver satisfeito por fazer parte de uma equipe competitiva, quero permanecer na F1. Creio que ainda tenho muito a oferecer para o meu time e para a categoria. Quando cheguei à Williams, a equipe vinha da pior temporada da história, então tive a oportunidade de participar do processo de recuperação deles", disse.

“Em breve teremos mudanças no regulamento e eu gostaria de ter a chance de andar com o carro novo. Espero ficar na F1 por mais dois ou três anos e pilotar um carro mais divertido de guiar", afirmou.

Quando questionado sobre o que poderia melhorar na F1, Massa disse que os fãs deveriam levar em consideração outras eras dominantes na categoria antes de criticar o atual domínio da Mercedes e da falta de emoções nas corridas.

“Acredito que as pessoas querem ver mais brigas pela vitória. Mas se você olhar para o passado, há muitos períodos semelhantes a este da Mercedes. Lembro-me dos domínios de Williams, Ferrari, Red Bull e agora da Mercedes, não é nenhuma novidade", disse.

“As pessoas falam muito sobre a era de (Ayrton) Senna, mas houve temporadas em que eles (McLaren) davam volta no terceiro colocado. Fala-se muito sobre o passado, com saudosismo, mas não lembram exatamente de como era a situação. Claro que há aspectos em que podemos melhorar, como o som dos motores e o modo como interagimos com o público. Espero estar na ativa quando as mudanças acontecerem", completou.

Entrevista por Roberto Chinchero

Próxima Fórmula 1 matéria
Hakkinen: McLaren ainda sofre com velocidade de reta

Previous article

Hakkinen: McLaren ainda sofre com velocidade de reta

Next article

Mateschitz: futuro da Red Bull na F1 não está garantido

Mateschitz: futuro da Red Bull na F1 não está garantido
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Felipe Massa Shop Now
Equipes Williams
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Entrevista