Massa destaca 'vizinho' e vê "chance gigante" de Brasil cair nas quartas

Morador de Mônaco, brasileiro conhece bem o futebol de James Rodriguez e pede atenção máxima da Seleção

Não é novidade que todo brasileiro tem um quê de treinador de futebol. Ainda mais em período de Copa do Mundo. E, mesmo se preparando para encarar a nona etapa do campeonato da Fórmula 1, em Silverstone, Felipe Massa está ligado no duelo das quartas-de-final do Brasil contra a Colômbia – e alerta para o perigo de enfrentar seu ‘vizinho’ em Mônaco, James Rodriguez.

[publicidade]Para o brasileiro, é imprescindível que o time do Brasil minimize os erros daqui em diante. Caso contrário, corre o sério risco de ficar pelo caminho.

“Acho que não tem mais brincadeira. Agora todo jogo tem de ser perfeito”, opinou ao TotalRace em Silverstone. “Agora, se acontecer algum erro ou se não jogar bem, a chance de perder é gigante. Todos estão buscando a vitória o tempo inteiro. Daqui para frente não tem mais ‘não jogou bem, mas vamos para a próxima’. Não tem próxima. Ou o time é perfeito até a final, ou a chance de ganhar vai desaparecer.”

Falando sobre o time da Colômbia, Massa destacou o poderio de um jogador que ele conhece bem. O camisa 10 do time, Rodriguez, é jogador do Mônaco, onde o piloto brasileiro reside.

“É um craque. Acompanho o Mônaco e vou em alguns jogos quando estou por lá. É um moleque que está fazendo um excelente trabalho. Ele é um cara perigoso, assim como outros no time da Colômbia – não é um time de apenas um. Mas também somos perigosos, também temos um craque. Muitas vezes só analisamos os outros, mas temos uma equipe capaz de vencer e lutar contra qualquer time.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias