Massa elogia F1 em 2018: “É o que todo mundo quer ver”

Brasileiro admite estar mais relaxado ao voltar à F1 como visitante e enaltece a imprevisibilidade da temporada: “O líder é Hamilton, mas não deveria ser ele”

Aposentado da F1 desde o fim da temporada passada, Felipe Massa retornou ao paddock da categoria pela primeira vez durante as atividades do GP da Espanha, neste sábado (12).

O brasileiro, que agora ocupa cargo de dirigente na Comissão de Kart da FIA, descreveu a sensação de visitar os autódromos em uma posição distinta à qual estava habituado. Relaxado, o vice-campeão de 2008 acompanhou os treinos na garagem da Williams e, entre as atividades, pôde cumprimentar antigos colegas e atender a pedidos de fotos com fãs.

“Sem dúvidas é diferente. Estou acostumado a entrar no paddock com a mentalidade de acerto do carro, preocupado com o teu box, o teu carro, o teu lugar... E aí chego aqui e é completamente diferente, zero de pressão”, contou, em entrevista ao Motorsport.com em Barcelona.

“A ideia de abraçar as pessoas é um prazer imenso. Estou curtindo bastante, mas é bem diferente estar como piloto e estar aqui apenas para acompanhar, ver as pessoas. Foram 16 anos correndo – tem pessoas com quem não trabalhei, mas fizeram parte do meu meio, do meu mundo. Estou curtindo estar aqui.”

Agora acompanhando a categoria como espectador, Massa elogiou a imprevisibilidade da temporada de 2018, que já teve vitórias de Ferrari, Red Bull e Mercedes.

“É o campeonato que todo mundo quer ver, disputado e uma briga entre mais de uma equipe pela vitória na maioria das corridas”, disse.

“Há três equipes lutando pela vitória, que já venceram até agora. O líder do campeonato é o [Lewis] Hamilton, mas não deveria ser ele. O que ele fez de mais impressionante foi a classificação da Austrália e a de hoje [Espanha]. Mas na corrida ele não fez o que a gente tá acostumado a vê-lo fazer, e ele está liderando o campeonato por problemas do [Sebastian] Vettel e do [Valtteri] Bottas.”

“Nas últimas duas corridas, o safety car tirou a vitória do Bottas na China, e na última corrida ele passou em cima de um negócio faltando poucas voltas para acabar. E o Vettel também poderia ter vencido essas duas corridas, e nem um, nem outro está liderando”, destacou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Pista Circuit de Barcelona-Catalunya
Tipo de artigo Últimas notícias