Massa espera mão de obra redobrada em Mônaco com novos carros

Brasileiro acredita que controlar motor turbo e menor downforce será mais difícil que o normal no Principado

Um motor com mais torque e um carro com menos pressão aerodinâmica. Essa combinação faz com que Felipe Massa aposte em um final de semana bem mais complicado do que o normal no GP de Mônaco. Tendo de dosar o motor, com a traseira solta e pouco espaço para cometer erros, a expectativa é de uma prova acidentada no próximo domingo.

“Acredito que será uma corrida muito mais difícil do que normalmente, em GP em que várias coisas devem acontecer”, afirmou o brasileiro ao TotalRace. “Vejo uma prova com muitos Safety Car, um final de semana duro para todo mundo. Vai ser uma corrida bem mais instável, pois esses carros têm muita potência e é duro segurá-los nas curvas lentas, além deles saírem mais de traseira. A chance de cometer um erro é maior.”

A dificuldade será para todos devido ao novo regulamento, mas Massa vê alguns carros com vantagem para o próximo final de semana. Mesmo assim, acredita que a Williams, que não está entre esses carros com maior pressão aerodinâmica, chegue nos pontos.

“Claro que, quando você tem um carro com mais pressão aerodinâmica, isso ajuda, porque o carro fica mais grudado no chão. Porém, vamos tentar fazer o máximo possível para conseguir chegar bem em uma corrida em que, se nada acontecer, a chance de marcar bons pontos é grande.” 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias