Massa: Halo não é bonito, mas é bom para segurança

Brasileiro da Williams diz que estranhou novo conceito, mas acredita que proteção seja futuro dos monopostos

Felipe Massa testava na semana passada enquanto a Ferrari foi para a pista pela primeira vez com o halo, uma barra circular que visa proteger a cabeça do piloto de peças que possam se desprender de outros carros.

O brasileiro já sofreu com isso, durante a classificação do GP da Hungria de 2009. Uma mola do carro de Rubens Barrichello se soltou e acertou sua cabeça, o fazendo perder o resto da temporada.

Massa diz que não ficou satisfeito com a estética do conceito introduzido pela Ferrari em Barcelona, mas sente que o protetor é um recurso de segurança que precisa ser implementado na F1.

"Não é tão bonito", disse Massa.

"A segurança é a coisa mais importante e eu concordo totalmente com o halo, ou talvez com o cockpit fechado, seja lá como for. Eu concordo com esta mudança.”

“Mas não se parece muito bom para ser honesto, por isso vamos ver como vai ser. Se for bom para a segurança, então tudo bem."

Nos últimos dias, Nico Hulkenberg e Lewis Hamilton foram firmes contra a introdução de qualquer tipo de protetor de cockpit. Já outros pilotos, como Rosberg e Vettel, são a favor de que a proteção seja introduzida já em 2017.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias