Felipe Massa

Massa: Não será fácil achar novo piloto brasileiro para F1

41,994 visualizações

Piloto analisa seu último GP do Brasil de F1 e também comenta os casos de insegurança em Interlagos e a ausência de pilotos brasileiros na categoria

Eu não poderia ter pedido um GP do Brasil melhor do que tive. Emocionalmente, foi um fim de semana intenso, mas experimentei muitos sentimentos positivos. Na parte esportiva também, acredito que participei muito do resultado máximo possível para mim e para a Williams Martini Racing. Conseguimos terminar a corrida atrás das três principais equipes, e era impossível esperar por mais.

Fiquei muito feliz com o que consegui na pista, mas depois de terminar a corrida, fiquei surpreso por ter tido a oportunidade de ir ao pódio. Foi um momento muito agradável - e isso me permitiu agradecer à multidão de São Paulo, que sempre esteve lá para me apoiar ao longo dos anos.

O fim de semana começou com bons treinos, e as coisas continuaram a parecer positivas até a classificação. Perdi um pouco de tempo com o trânsito no Q3, mas confirmamos nosso ritmo entre os dez melhores.

Na corrida, tive um bom começo, o que me permitiu passar pelos dois carros da Renault. Então eu cheguei em Fernando Alonso antes que a corrida fosse interrompida pelo Safety Car.

Enquanto andávamos atrás do carro de segurança, eu me concentrei na melhor forma de superar o Fernando após o reinício. Se ele conseguisse manter sua posição, seria muito difícil conseguir atacá-lo mais tarde, porque o carro dele é conhecido por ser bom com a administração de pneus, e teria sido difícil segui-lo.

Então, tentei aproveitar ao máximo o potencial do motor quando as bandeiras verdes vieram, e o ataque compensou, eu consegui passar por ele.

A partir de então, tentei administrar minha corrida da melhor maneira possível. Mas nos estágios finais, os pneus traseiros começaram a superaquecer, e eu podia ver a McLaren cada vez maior nos meus espelhos. Eu sabia que ao menor erro, seria complicado, então eu me concentrei em tentar não cometer erros e, no final, foi bom. Logo após a bandeira quadriculada, Fernando veio até mim para oferecer seus parabéns, foi um gesto que me deixou muito feliz.

Agora, estou me preparando para o fim de semana de Abu Dhabi e devo dizer que meu objetivo é aproveitar o fim de semana final como piloto de Fórmula 1.

Para o time Williams Martini Racing, garantir o quinto lugar no campeonato de construtores é o principal alvo. Embora houvesse preocupações há algumas semanas sobre a possível recuperação da Renault, se não houver um enorme drama, então devemos estar seguros. Mas eu quero entregar o resultado e, depois dos sentimentos positivos do Brasil, eu adoraria ter uma performance similar lá também.

Antes de ir, quero oferecer alguns pensamentos sobre o fim de semana do GP do Brasil. Houve alguns problemas de segurança, como sabemos, e espero que tudo possa ser resolvido para futuras corridas, porque acredito que a presença da F1 em São Paulo seja boa para toda a cidade.

Nunca ouvi um piloto dizer ‘não quero ir ao Brasil’ e espero que a situação possa melhorar para assegurar o bom funcionamento do evento.

Mas, infelizmente, acho que haverá um problema maior para o Brasil resolver: a falta de piloto do país na F1. Eu realmente espero que seja uma pequena ausência, mas não será fácil encontrar piloto com o calibre que tivemos nos últimos 40 anos.

Obrigado a todos!

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Felipe Massa
Equipes Williams
Tipo de artigo Conteúdo especial
Topic Felipe Massa