Massa se despede de ano de pouco brilho com corrida discreta

Com WIlliams pior que em 2014, brasileiro teve um pódio a menos e marcou menos pontos nesta temporada; Em Abu Dhabi, um oitavo lugar discreto

Ao terminar o GP de Abu Dhabi de 2014 em segundo lugar, Felipe Massa e a Williams geraram grande expectativas sobre o que o time de Grove e o brasileiro poderiam fazer em 2015, imaginando-se que haveria uma evolução natural do conjunto como um todo.

O que se viu durante esta temporada, no entanto, foi uma pequena queda de produção em relação ao campeonato do ano passado, especialmente na reta final. Em 2014, Massa emendou dois pódios nas duas últimas corridas - terceiro no Brasil e segundo em Abu Dhabi - e teve outro pódio em Monza (terceiro lugar). O brasileiro terminou o ano em sétimo no Mundial de Pilotos, com 134 pontos conquistados. 

Em 2015, Massa começou a temporada melhor do que no ano anterior, mas o carro da Williams não evoluiu como se esperava. Apesar de dois terceiros lugares nos GPs da Áustria e da Itália, o piloto não conseguiu repetir a sequência de bons resultados na reta final do campeonato, como fez em 2014.

Na prova deste domingo (29) em Yas Marina, Massa largou mal, mas conseguiu recuperar o oitavo lugar com uma primeira volta agressiva. Conforme a prova se desenrolou, porém, o piloto da Williams não conseguiu avançar e fez uma prova discreta, terminando em oitavo lugar, mesma posição em que começou a corrida - ainda que a equipe britânica tenha errado no segundo pitstop do brasileiro. Como sinal positivo para 2016, a ultrapassagem em cima de Kvyat nas voltas finais para garantir o oitavo lugar.  

Com o resultado, Massa termina o Mundial de Pilotos na sexta posição, com 121 pontos, uma à frente se comparado com 2014, mas com 13 pontos a menos do que na temporada anterior e com um carro apresentando um rendimento inferior em relação aos adversários.

A perspectiva para 2016, olhando para a reta final deste ano, gera menos expectativa do que o fim de 2014. O brasileiro, em entrevista recente, disse que a Williams precisa fazer "um esforço triplo" se quiser se colocar na briga com Mercedes e Ferrari na próxima temporada.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias