Massa sofre com a falta de aderência de sua Ferrari na Austrália

Brasileiro, que largará em 16º na corrida deste domingo, espera por um melhor ritmo na prova em relação à classificação

Felipe Massa não conseguia grip de seu pneu

Penando com sua Ferrari que tem sérios problemas de aerodinâmica, Massa sequer passou para a última fase do treino classificatório deste sábado na Austrália.

Ciente dos problemas, Felipe comentou com o TotalRace que o carro não tem aderência nas curvas e que espera ter um melhor ritmo na corrida do que na classificação de hoje.

“Não tivemos um dia bom. Sofri muito para achar o grip do carro. Mesmo com pneu novo não tem aderência.  Estou sempre brigando com o carro a cada curva, por isso não fiz uma volta tão boa. Temos que trabalhar muito para amanhã”, comentou o brasileiro.

Sabendo que uma pressão será colocada em cima dele e da Ferrari em todos os meios de comunicação neste fim de semana, Massa foca em melhorar e já pensa até na próxima corrida.

“Não vai ter muita coisa boa nos jornais amanhã, mas vamos melhorar para domingo e ainda mais para semana que vem”, já se referindo ao GP da Malásia no próximo domingo.

Como ponta de esperança, Felipe Massa torce para que sua Ferrari seja um pouco melhor em ritmo de corrida do que apresentou nos treinos de hoje.

“Espero que tenhamos um ritmo de corrida melhor que o de classificação, mas vamos ver o quanto o carro vai ser igual amanhã do que a gente tem hoje”, finalizou.

Felipe largará na 16ª posição na corrida deste domingo em Albert Park. Fernando Alonso, seu companheiro de equipe, após ficar preso na caixa de brita, parte em 12º.
 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias