McLaren confirma conversas infrutíferas com Apple

Time britânico confirmou conversas com gigante de tecnologia, ressaltando que negociações sobre uma possível parceria jamais se concretizaram

Há alguns meses, especulou-se que a Apple, uma das gigantes do mercado de tecnologia, poderia comprar a McLaren, algo negado na época. Entretanto, o presidente da divisão de carros de rua da marca britânica,  Mike Flewitt, revelou que as duas partes realmente se encontraram, mas não houve nada de concreto.

Não houve uma proposta da Apple. Eles nos visitaram, conversamos sobre o que eles fizeram e fizemos um tour pelas nossas instalações. Nunca houve uma proposta oficial", disse Flewitt em entrevista à agência Reuters.

O interesse nos futuros donos da McLaren ganhou força nos últimos dias, após uma batalha nos bastidores que culminou na saída de Ron Dennis da empresa.

Uma reportagem publicada pela rede de TV britânica Sky sugeria que o movimento que levou à saída de Dennis surgiu após o grupo barenita Mumtlakat e Mansour Ojjeh, outros acionistas da McLaren, terem recusado uma proposta de investidores chineses.

Flewitt confirmou a existência de partes interessadas em comprar a equipe, mas ressaltou que tanto o grupo barenita quanto Ojjeh seguem comprometidos em manter a atual divisão de ações no patamar atual.

"Tem havido o interesse de muitas partes, mas sinto-me confortável em dizer que nossos atuais acionistas querem manter as respectivas parcelas no comando da companhia. Eles querem ver o desenvolvimento da empresa como um todo e acredito firmemente que eles estão comprometidos com isso", completou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias