McLaren tem dilema para 2018 após ganhos da Honda com Ilmor

compartilhar
comentários
McLaren tem dilema para 2018 após ganhos da Honda com Ilmor
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble , Formula 1 Editor
23 de ago de 2017 10:11

Equipe está perto de momento de decisão, e Motorsport.com apurou que parceria dos japoneses com consultora tem dado ganhos encorajadores

Mario Illien
Zak Brown, Executive Director, McLaren Technology Group, talks to Yusuke Hasegawa, Senior Managing Officer, Honda
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Yusuke Hasegawa, Senior Managing Officer, Honda
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Lando Norris, McLaren MCL32
Lando Norris, McLaren MCL32

O Motorsport.com apurou que a McLaren está enfrentando um dilema em seus planos de motores para 2018, com fontes indicando que a Honda tem sido ajudada a melhorar pela especialista Ilmor.

Após meses de especulação sobre sua futura parceira nas unidades de potência, a McLaren deve decidir em breve se continuará com a Honda ou se convencerá a Renault a se tornar sua fornecedora.

Se há algumas semanas parecia que havia poucas chances da McLaren continuar com a Honda, a situação se tornou mais complicada recentemente, com fontes indicando que a Ilmor obteve bom progresso em sua tentativa de ajudar a fabricante japonesa.

Como parte das mudanças em suas operações de F1 deste ano, a Honda tem aproveitado de opiniões de consultores externos para que isso proporcione melhorias rápidas em sua unidade de potência.

Apesar da Honda não ter revelado quem exatamente está a ajudando, fontes confirmaram que a operação altamente respeitada Ilmor é uma que está contribuindo para a superação de suas dificuldades.

E, em meio à pressão, com a McLaren exigindo um passo à frente da Honda para continuar com a parceria, comenta-se que o trabalho intenso da Ilmor produziu ganhos encorajadores no dinamômetro.

A notícia de tal progresso vem em momento perfeito para a Honda, já que a McLaren precisa tomar uma decisão para seus planos de 2018 nas próximas semanas, antes de começar negociações com Fernando Alonso sobre um potencial novo contrato.

A Renault segue como a principal opção para a McLaren, mas a fabricante francesa está relutante em adquirir um quarto cliente além de suas parceiras Red Bull e Toro Rosso, sem contar o time oficial da Renault. Contudo, tal possibilidade ainda não foi totalmente descartada.

Ainda há chances, no entanto, de a Toro Rosso abrir caminho ao se tornar cliente da Honda em 2018, já que se entende que as conversas da equipe com a fabricante japonesa não estejam totalmente encerradas.

Passado de sucesso

O guru dos motores Mario Illien tem um passado de sucesso nas corridas, mais notadamente com a Mercedes e a McLaren nos anos 1990 – conquistando títulos seguidos com Mika Hakkinen em 98-99. Seus motores na F1 possuem 44 vitórias e 43 pole positions.

A Ilmor já trabalhou com a Renault no passado, em 2015, em um programa que incluiu um protótipo de único cilindro fornecido por Illien a pedido da Red Bull.

Apesar dos resultados iniciais encorajadores, a Renault interrompeu o trabalho, já que sentiu que suas próprias soluções possuíam mais chance de progresso.

Illien também tem participado das reuniões da FIA em que são discutidos os possíveis novos formatos de motores a partir da temporada de 2021.

Próxima Fórmula 1 matéria

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes McLaren
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias