McLaren dispensa peça da Honda para tentar ganhar quilometragem

Equipe vai usar sua própria vedação do MGU-K após problemas que limitaram os últimos quatro dias de teste

A McLaren vai revisar o sistema de recuperação de energia cinética da Honda usando suas próprias peças para tentar dar mais quilometragem ao carro na última bateria de testes da pré-temporada, que serão realizados em Barcelona a partir desta quinta-feira.

[publicidade] Um problema na vedação do MGU-K foi a principal dor de cabeça do time durante os testes da semana passada. No primeiro dia, Jenson Button deu apenas 21 voltas, enquanto Fernando Alonso teve de andar com o carro com a potência reduzida para conseguir completar mais quilômetros no dia seguinte.

A Honda chegou a redesenhar a peça e encaminhá-la para o terceiro dia, mas Button não passou das 24 voltas. Para a última sessão, a McLaren tentou instalar uma versão antiga do MGU-K, mas Alonso sofreu um acidente que encerrou com o teste após 20 voltas completadas.

O problema da vedação foi enfrentado por outras equipes quando a tecnologia dos atuais motores, que recuperam energia cinética e calorífica, foi introduzida em 2014. A Honda estreia neste ano e, por isso, está sofrendo mais do que os rivais.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias