McLaren diz que "problema de 2 libras" causou perda de tempo

compartilhar
comentários
McLaren diz que
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
2 de mar de 2018 11:03

Diretor esportivo da McLaren, Eric Boullier diz que time teve que lidar com problema de parafuso que segurava escapamento

Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
McLaren MCL33 van Stoffel Vandoorne met gaatje in de motorkap
McLaren MCL33 detail rear
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33

O MCL33 da McLaren sofreu danos no escapamento depois que um parafuso se soltou do carro de Stoffel Vandoorne, levando a um longo período de tempo de inatividade na terça-feira.

Na quinta-feira, o carro teve um problema diferente, com altas temperaturas na parte traseira danificando a carroceria, devido a um buraco em um escudo térmico, embora fosse cosmético e sem perda de tempo.

No entanto, o carro continuou correndo com a mesma cobertura do motor queimada, devido à falta da peça de substituição.

"Foi um estúpido parafuso que quebrou o escapamento", disse Boullier, sobre o primeiro problema.

"Então, foi um problema de £ 2 libras (aproximadamente R$ 9 reais) que nos custou muito tempo de pista, porque tudo foi queimado depois na parte de trás do carro, então tivemos que reconstruir a caixa de câmbio e a traseira.”

"Nada além disso. Não nos custou muito para rever o design, é mais sobre o tempo de pista que perdemos.”

"Como você pode ver o design ainda é o mesmo e o carro ainda está sendo utilizado."

Em relação ao problema de hoje, ele acrescentou: "O resfriamento é o primeiro assunto que cada equipe está gerenciando na primeira semana de testes.”

"Em um caso em que você tenha um novo parceiro de motor, você pode ter algum tipo de aquecimento no carro. Nada mais, para ser honesto.”

"Podemos ver na carroceria, há algumas listras, mas isso é só porque temos que nos certificar de que existem alguns protetores adequados."

Apesar da questão, um clima melhor permitiu que a equipe fizesse um bom progresso com o carro de hoje.

"Finalmente nos livramos do mau tempo e das falhas mecânicas no carro para que possamos seguir nosso programa.”

"Nós, obviamente, ajustamos nosso programa para dar algumas prioridades a alguns itens, mas hoje estamos começando a reunir dados sobre a aerodinâmica, e até mesmo trabalhar com algumas mudanças mecânicas agora.”

"Então, é um processo de aprendizagem na verdade, então tentaremos aprender o máximo que pudermos agora."

Inesperadamente, a McLaren utilizou muito os pneus hpermacios da Pirelli, que só podem ser vistos em algumas corridas neste ano.

"É só porque os modelos de pneus previam que, se está muito frio, esse é o único pneu com o qual você pode trabalhar", acrescentou Boullier.

"Descobriu-se que todos tentaram os macios, ultramacios ou hipermacios ou seja o que for, o que também funcionou muito bem foi o pneu médio."

Boullier diz que a equipe tem metas claras para o segundo teste na próxima semana.

"Primeiro para fazer uma distância de corrida e, obviamente, treinando também alguns pitstops, o que, obviamente, daremos mais foco neste ano, então temos alguns novos equipamentos e coisas para testar.”

"Então, percorrer uma distância de corrida será a chave na próxima semana."

Próxima Fórmula 1 matéria
Hamilton quer melhor de Vettel para derrota ser "dolorosa"

Previous article

Hamilton quer melhor de Vettel para derrota ser "dolorosa"

Next article

GALERIA: As imagens do último dia de testes da semana

GALERIA: As imagens do último dia de testes da semana

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes McLaren
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias