McLaren: estávamos prontos para criar uma versão B do carro

compartilhar
comentários
McLaren: estávamos prontos para criar uma versão B do carro
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
5 de dez de 2018 09:58

A McLaren teria se comprometido a construir uma versão B de seu carro neste ano caso tivesse descoberto os problemas “fundamentais” que atrapalharam o time no começo da temporada.

A equipe de Woking enfrentou uma temporada decepcionante em 2019, já que não conseguiu obter o progresso que esperava com a mudança para o motor Renault.

Um problema crônico, o que envolvia muito arrasto, além de inconsistência aerodinâmica durante as curvas, foi o principal problema – mas a equipe só percebeu isso depois das férias de agosto.

O presidente executivo e acionista Sheik Mohammed bin Essa Al Khalifa revelou que o problema não dava para ser corrigido sem que houvesse uma mudança de chassi, e a equipe estaria preparada para construir um novo carro se tivesse percebido a situação cedo o suficiente.

“Nada teria corrigido”, disse. “E, se tivéssemos descoberto isso em abril, teríamos construído uma versão B do carro. Mas era tarde demais.”

Quando questionado sobre o momento em que a equipe se deu conta da gravidade do problema, ele disse: “Não foi antes das férias de agosto. No momento em que confirmamos, já era tarde demais.”

Apesar de não ter dado tempo de corrigir a situação em 2018, ele afirmou que as lições foram aprendidas para garantir que tal cenário não se repita em 2019.

“Não sei se queremos revelar o que descobrimos e por quê, mas demos passos, e o desenvolvimento do carro do ano que vem nos ajudou a entender o que deu errado.”

“Então, estamos confiantes. Sabemos por que não pudemos desenvolver o carro deste ano. Havia um problema fundamental, e acho que já lidamos com ele.”

O diretor executivo da McLaren, Zak Brown, disse que, apesar de a equipe não ter obtido progresso visível com seu carro, o entendimento do que deu errado aconteceu rapidamente.

“Específica e tecnicamente, sabemos o que fizemos de errado”, comentou. “Muito do que foi reportado sobre o desenvolvimento – como que paramos de desenvolver o carro em Barcelona – é totalmente impreciso.”

“Tivemos várias peças novas no carro até o GP dos Estados Unidos. Algumas dessas peças era para ajudar no atual carro e outras eram para validar aquilo que entendemos que era o problema do carro para que não repitamos estes problemas daqui em diante.”

Fernando Alonso, McLaren MCL33

Fernando Alonso, McLaren MCL33

Photo by: Erik Junius

Next article
Magnussen: Brigar apenas na “classe B” da F1 é maçante

Previous article

Magnussen: Brigar apenas na “classe B” da F1 é maçante

Next article

Pérez nega temor por perda de espaço com chegada de Stroll

Pérez nega temor por perda de espaço com chegada de Stroll
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes McLaren Shop Now
Autor Jonathan Noble