McLaren fecha a primeira fila na Itália com Hamilton à frente

compartilhar
comentários
McLaren fecha a primeira fila na Itália com Hamilton à frente
Por: Julianne Cerasoli
8 de set de 2012 10:07

Terceiro no grid, Felipe Massa se classifica à frente de Fernando Alonso pela primeira vez no ano na casa da Ferrari

Depois de dominar os treinos, Lewis Hamilton marcou a pole no GP da Itália, com Jenson Button em segundo lugar. Conquistando seu melhor resultado em classificação desde o GP do Canadá de 2011 e superando o companheiro Fernando Alonso pela primeira vez no ano, Felipe Massa larga em terceiro. Bruno Senna será o 13º.

Q1

A primeira parte do treino foi bastante movimentada, com os pilotos permanecendo na pista por diversas voltas com o pneu duro. Nico Rosberg e Fernando Alonso lutaram pela ponta, com Felipe Massa em terceiro, enquanto Pastor Maldonado e Jenson Button só foram à pista nos 10 minutos finais.

Lewis Hamilton veio baixando o tempo nos dois primeiros setores, mas a Ferrari se mostrou mais rápida no último setor. Assim, o inglês marcou um tempo menos de um décimo mais lento que Alonso.

Com uma falha aparentemente hidráulica – o piloto reportou via rádio que o motor desligou e não conseguia selecionar marchas – Nico Hulkenberg não marcou tempos e fez com que a maioria dos pilotos economizassem os pneus, sendo eliminado junto dos carros das nanicas. Substituto de Romain Grosjean, Jerome d’Ambrosio voltou à pista, assim como os Toro Rosso, para não serem ameaçados pelas Caterham.

Assim, Heikki Kovalainen classificou-se em 18º, à frente de Vitaly Petrov, Timo Glock, Charles Pic, Narain Karthikeyan e Pedro de la Rosa, na primeira vez que o indiano se classificou à frente do companheiro.

Q2

A história da luta direta entre Ferrari e McLaren continuou na segunda parte da classificação, com Alonso marcando o melhor tempo, Massa quarto e a dupla da McLaren em segundo e terceiro. Após as primeiras tentativas, Senna – a seis milésimos de Maldonado –, Perez, Webber, Kobayashi, D’Ambrosio, Ricciardo e Vergne eram os eliminados.

Com isso, as quatro primeiras e as Mercedes, que eram quinto e sexto colocados, não voltaram à pista. Na segunda tentativa, ambas as Williams ficaram fora – Maldonado, inclusive, não se classificou entre os 10 melhores pela primeira vez em seis GPs e, com a perda de 10 posições pelas punições recebidas em Spa, o venezuelano larga em 22º. Com isso, Senna classificou-se em 13º.

Junto das Williams, ficaram no Q2 Webber, Perez, Ricciardo, d’Ambrosio e Vergne.

Q3

Alonso errou seu primeiro setor e abortou a primeira tentativa, depois de também não fazer uma segunda boa volta. Isso abriu a chance para Hamilton, que fez o primeiro tempo no início da terceira fase da classificação. Massa fez o segundo tempo, à frente de Button e Vettel, sendo que os demais preferiram fazer apenas uma tentativa.

Depois de lutar pela ponta durante toda a classificação, Alonso decepcionou em sua última tentativa e se classificou apenas em décimo. Hamilton e Button fecharam a primeira fila, com Felipe Massa, superando o companheiro pela primeira vez no ano, em terceiro. Di Resta surpreendeu, classificando-se em quarto, mas, com a punição pela troca de câmbio, o escocês largará em nono. Completaram o top 10 Schumacher, Vettel, Rosberg, Raikkonen e Kobayashi.

Confira o resultado da classificação

1º Lewis Hamilton      McLaren-Mercedes      1m24.010s
2º Jenson Button       McLaren-Mercedes      1m24.133s  + 0.123s
3º Felipe Massa        Ferrari               1m24.247s  + 0.237s
4º Michael Schumacher  Mercedes              1m24.540s  + 0.530s
5º Sebastian Vettel    Red Bull-Renault      1m24.802s  + 0.792s
6º Nico Rosberg        Mercedes              1m24.833s  + 0.823s
7 Kimi Raikkonen      Lotus-Renault         1m24.855s  + 0.845s
8º Kamui Kobayashi     Sauber-Ferrari        1m25.109s  + 1.099s
9º Paul di Resta       Force India-Mercedes  1m24.304s  + 0.294s*
10º Fernando Alonso     Ferrari               1m25.678s  + 1.668s

Q2
11º Mark Webber         Red Bull-Renault      1m24.809s  + 0.567s
12º Sergio Perez        Sauber-Ferrari        1m24.901s  + 0.659s
13º Bruno Senna         Williams-Renault      1m25.042s  + 0.800s
14º Daniel Ricciardo    Toro Rosso-Ferrari    1m25.312s  + 1.070s
15º Jerome d'Ambrosio   Lotus-Renault         1m25.408s  + 1.166s
16º Jean-Eric Vergne    Toro Rosso-Ferrari    1m25.441s  + 1.199s
Q1

17º Heikki Kovalainen   Caterham-Renault      1m26.382s  + 2.207s
18º Vitaly Petrov       Caterham-Renault      1m26.887s  + 2.712s
19º Timo Glock          Marussia-Cosworth     1m27.039s  + 2.864s
20º Charles Pic         Marussia-Cosworth     1m27.073s  + 2.898s
21º Narain Karthikeyan  HRT-Cosworth          1m27.441s  + 3.266s
22º Pastor Maldonado    Williams-Renault      1m24.820s  + 0.578s**
23º Pedro de la Rosa    HRT-Cosworth          1m27.629s  + 3.454s
24º Nico Hulkenberg     Force India-Mercedes

*perdeu cinco posições no grid pela troca do câmbio
*perdeu cinco posições no grid por queimar a largada e mais cinco por provocar colisão com Glock no GP da Bélgica.

Próxima Fórmula 1 matéria
Por 0s001, Hamilton supera Alonso e lidera terceiro treino livre

Previous article

Por 0s001, Hamilton supera Alonso e lidera terceiro treino livre

Next article

Bruno Senna confia na estratégia de corrida para se sair bem na Itália

Bruno Senna confia na estratégia de corrida para se sair bem na Itália
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Itália
Autor Julianne Cerasoli
Tipo de matéria Últimas notícias