McLaren fornece sensores de motor para F1 a partir de 2018

McLaren Applied Technology venceu concorrência e fornece sensores de pressão e de temperatura para todas fabricantes de motor da Fórmula 1 entre 2018 e 2020

Como parte dos esforços para reduzir os custos da Fórmula 1, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) convidou empresas para fornecer sensores padronizados para os motores da categoria.

Após avaliar as propostas enviadas, a entidade anunciou que a McLaren Applied Technology, braço de tecnologia do time de F1, venceu a concorrência e fornecerá sensores de temperatura e pressão de motor de 2018 a 2020.

A companhia já fornece a ECU padrão para todos os times desde 2008.

Rodi Basso, diretor de esporte a motor da McLaren Applied Technology, disse: "Estamos felizes pela FIA ter escolhido a McLaren Applied Technology para ser a fornecedora única de sensores de temperatura e pressão dos motores da F1 entre 2018 e 2020.

"Desde a tecnologia das ECUs em todos os carros do grid ao apoio dado por nossos engenheiros aos times nas pistas, a McLaren Applied Technology segue sendo parte importante do esporte", afirmou.

"Nossa missão é fornecer um serviço sem precedentes, garantindo que esta categoria e os times continuem a crescer e a conquistar cada vez mais fãs ao redor do globo", completou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias