McLaren não espera por milagres em 2018

compartilhar
comentários
McLaren não espera por milagres em 2018
Por: Scott Mitchell
Co-autor: Jonathan Noble
Traduzido por: Daniel Betting
10 de set de 2018 19:37

CEO da equipe, Zak Brown, acredita que a equipe deve esperar até 2020 para produzir um carro com todas as suas capacidades técnicas

Fernando Alonso, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Fernando Alonso, McLaren MCL33
Fernando Alonso, McLaren MCL33
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33
Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-18, and Fernando Alonso, McLaren MCL33, go wheel-to-wheel

Os GPs da Bélgica e da Itália expuseram o maior déficit da McLaren, que se classificou mais lenta que as equipes rivais em ambas as corridas.

A McLaren não se classifica entre os dez primeiros do grid desde Mônaco e só marcou pontos em três dos últimos nove GPs.

Perguntado pelo Motorsport.com se achava que a McLaren poderia reverter sua queda de desempenho ainda neste ano, o CEO da equipe, Zak Brown, disse: "Continuaremos a forçar este carro, mas infelizmente produzimos um carro de corrida extremamente ruim que não está respondendo às mudanças.”

"Eu esperaria, infelizmente, um tipo semelhante de resultados - talvez um pouco mais específico para o circuito - durante o resto do ano. Eu certamente não esperaria por milagres."

Leia também:

A McLaren está em sexto lugar no campeonato de construtores, tendo conquistado uma posição graças à exclusão da Force India e à chegada da Racing Point Force India como nova equipe na F1.

No entanto, a McLaren perde para Renault e Haas na luta pelo quarto posto e está apenas 20 pontos na frente da Racing Point Force India depois de apenas duas corridas da nova equipe.

Fernando Alonso, que está se afastando da F1 no final de 2018, disse no começo da temporada que a única grande atualização da McLaren aconteceu na Espanha.

Uma característica de seu carro impediu a McLaren de identificar problemas no túnel do vento, o que prejudicou suas tentativas de melhoria.

“Outras equipes se desenvolveram em um ritmo mais rápido do que nós”, admitiu Brown.

"Parece que fomos para trás. Na realidade, todos os outros foram para a frente, mas na Fórmula 1 se você não está indo para frente, você está indo para trás.”

"Sabíamos que os circuitos tipo Spa e Monza seriam nossos pontos fracos no carro.”

"Não estamos desistindo de desenvolver porque estamos identificando os problemas e queremos ver se conseguimos resolvê-los."

A McLaren está tentando contratar James Key como diretor técnico, mas a tentativa está sendo frustrada pela Red Bull, que não quer liberá-lo de seu contrato com a Toro Rosso.

Key não terá impacto sobre a McLaren em 2019 e Brown acredita que a equipe deve esperar até 2020 para produzir um carro com todas as suas capacidades técnicas.

"Estou muito confiante nas pessoas que temos dentro da McLaren, que temos um bom plano", disse Brown.

"O carro está sendo desenvolvido enquanto falamos. Idealmente, você teria James envolvido, mas isso vai levar algum tempo para reconstruir a equipe”.

"2019 deve ser um passo adiante e provavelmente não teremos capacidade técnica total em nosso carro até 2020".

Próxima Fórmula 1 matéria
Mercedes: chefes da F1 nos convenceram a salvar GP alemão

Previous article

Mercedes: chefes da F1 nos convenceram a salvar GP alemão

Next article

Leclerc substitui Raikkonen e será piloto da Ferrari em 2019

Leclerc substitui Raikkonen e será piloto da Ferrari em 2019
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes McLaren Shop Now
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias