McLaren não fez progresso em 2018, dispara Vandoorne

compartilhar
comentários
McLaren não fez progresso em 2018, dispara Vandoorne
27 de ago de 2018 12:25

Último no GP da Bélgica, piloto fala que é “difícil ter final de semana pior” do que o que teve em Spa-Francorchamps

Stoffel Vandoorne acredita que a McLaren não fez nenhum progresso na Fórmula 1 nesta temporada.

O belga foi o último dos 15 que chegaram em Spa, tendo já se classificado como o mais lento no sábado, já que ele e seu companheiro de equipe, Fernando Alonso, não tiveram ritmo na primeira sessão de treinos.

Vandoorne disse: “é difícil ter um final de semana pior. Nós vimos que o desempenho que temos está muito longe de ser bom. Não há realmente uma explicação. A realidade é que não progredimos desde o início do ano, não progredimos em comparação com os outros."

Alonso já havia apontado que a McLaren sofreu por não trazer grandes atualizações nesta temporada, além da Espanha.

A McLaren teve problemas para identificar problemas aerodinâmicos em seu carro no túnel do vento, o que a impedia de conserta-los.

Race retiree Fernando Alonso, McLaren MCL33 following his crash

Race retiree Fernando Alonso, McLaren MCL33 following his crash

Photo by: Mark Sutton / Sutton Images

O diretor esportivo da equipe, Gil de Ferran, disse que a corrida – na qual Alonso foi eliminado depois de um acidente espetacular na primeira curva – "foi decepcionante em um final de semana difícil".

Depois da classificação, De Ferran apontou que, embora a McLaren tenha lutado contra o mau desempenho aerodinâmico de seu MCL33 neste ano, Spa também expôs um grande déficit de velocidade máxima que também contribuiu para os problemas da McLaren.

A McLaren ficou 2s3 ​ atrás na classificação, com um déficit relativo quase um segundo maior do que na mesma sessão do ano passado.

Entende-se que o time esteja sofrendo com uma relação de marchas desajustada estabelecida no início do ano. Em Spa, isso teria deixado o motor chegando ao limitador de rotação muito cedo.

"É claro que este foi um ano difícil até agora", disse de Ferran.

“Este é um carro difícil, e particularmente neste fim de semana expôs muitas das nossas fraquezas, principalmente na velocidade em linha reta. O carro tem outros problemas também, mas isso é um grande problema que ficou muito aparente aqui".

Vandoorne disse que a McLaren não pode se esconder do mau desempenho na Bélgica, que ele admitiu não ser uma surpresa.

Ele espera que o GP da Itália no próximo fim de semana, que será disputado no circuito de Monza que é ainda mais sensível a velocidade, seja melhor. Mas ele disse que a McLaren provavelmente precisará esperar um pouco mais por um fim de semana melhor baseado em sua apresentação em Spa.

"Não houve muitas coisas encorajadoras neste fim de semana", disse ele. "Não foi a melhor corrida do ano”.

“Monza será muito difícil novamente. É novamente um circuito com muitas retas.”

"Veremos. Talvez tenhamos algumas oportunidades no final do ano para marcar alguns pontos, como em Cingapura.”

Reportagem adicional por Filip Cleeren

Próxima Fórmula 1 matéria
Raikkonen se aproxima de renovação com a Ferrari para 2019

Previous article

Raikkonen se aproxima de renovação com a Ferrari para 2019

Next article

Mercedes: déficit para a Ferrari vai além do motor

Mercedes: déficit para a Ferrari vai além do motor
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Stoffel Vandoorne
Equipes McLaren Shop Now
Tipo de matéria Últimas notícias