McLaren: Não há tempo para acrescentar um terceiro carro em 2015

Eric Boullier afirma que a escuderia precisaria de no mínimo seis meses para viabilizar um terceiro carro

Boullier não vê tempo para viabilizar um terceiro carro para a McLaren
Os boatos sobre equipes com três carros na temporada 2015 da Fórmula 1 já repercute negativamente no paddock. Nesta quinta-feira foi a vez de Eric Boullier, diretor de corrida da McLaren, se desiludir com a chance de mudança. O diretor não vê tempo para viabilizar um novo veículo para a ‘Flecha de Prata’ já no ano que vem.
 
[publicidade] “O chassi, a logística, a contratação de pessoas para trabalhar no terceiro carro...iríamos precisar de pelo menos uns seis meses para viabilizar tudo”, afirmou o diretor da McLaren, em entrevista à ‘BBC’.
 
A conversa sobre a presença de três carros por equipe no grid de F1, desde que apenas oito times façam parte do campeonato, ganhou força durante o GP de Monza. Além da escuderia britânica, a Force India se mostrou contrário a esta possibilidade.
 
Para ocorrer a mudança, equipes com problemas como Maurssia, Caterham e Lotus deixariam o grid – o futuro das três, e da Sauber, ainda é colocado em dúvida por conta das questões financeiras.
 
O próprio Bernie Ecclestone, presidente da F1, declarou que a chance das equipes restantes produzirem três carros para o ano que vem é real. Tudo dependerá da continuidade das ‘nanicas’.
 
“Temos no regulamento: se perdermos três equipes, as outras precisarão colocar três carros. Prefiro muito mais ver a Ferrari com três carros, ou outras equipes de ponta com três carros, do que outras que não conseguem lutar na categoria”, sentenciou.
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias