McLaren revela perda milionária após fase complicada

Equipe teve prejuízos em 2016 após temporada de estreia sofrida com a Honda, o que afetou drasticamente em sua premiação

A McLaren registrou uma perda financeira de £ 3,2 milhões, R$ 13 milhões na cotação atual, como consequência da diminuição de sua premiação devido à sua má fase na pista.

Em 2015, a equipe lucrou £ 5,2 milhões (R$ 22 mi) ao fechar o ano em £ 188 milhões (R$ 803 mi). Contudo, como a premiação sempre reflete os resultados da temporada anterior, o nono lugar obtido em sua primeira campanha com a Honda fez com que o montante diminuísse para £ 180 milhões (R$ 769 mi) em 2016.

Os números ficam ainda mais significativos se considerarmos que a perda ocorreu mesmo que houvesse o fornecimento gratuito de motores da Honda, sendo que a fabricante japonesa injetava um valor financeiro significativo.

Na próxima temporada, a McLaren terá de pagar para ser cliente da Renault, apesar de que acordos de publicidade devem reduzir os custos.

Porém, ainda fica claro que a equipe de Woking terá um duro desafio pela frente par equilibrar suas contas, especialmente pelo fato de que a premiação de 2018 será afetada pelos resultados ruins deste ano.

A McLaren segue otimista com suas possibilidades para o futuro, com Jonathan Neale, diretor de operações do time, destacando: “Na pista, nosso chassi tem mostrado excelentes resultados ao longo da temporada de 2017, com uma boa relação entre os testes e a performance na pista.”

“Acreditamos que nossa nova parceria com a Renault irá nos oferecer uma unidade de potência que, aliada ao nosso chassi, nos dará oportunidades para alcançar nossas metas e vencer corridas no futuro.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias