McLaren sofre punição de 55 posições no grid na Bélgica; entenda

Como esperado, equipe inglesa troca elementos da unidade de potência e verá penalizações a Fernando Alonso e Jenson Button

Após introduzir uma unidade motriz revisada neste GP da Bélgica, na qual a Honda utilizou três tokens de desenvolvimento disponíveis, a McLaren terá de pagar múltiplas posições de penalização no grid de largada para a corrida de Spa-Francorchamps deste domingo.

LEIA MAIS:
Button: "Recebi mais apoio após o roubo do que quando fui campeão"

Tanto Fernando Alonso quanto Jenson Button terão novos turbos, MGU-Hs, MGU-Ks e motores a combustão interna. Com isso, ambos têm punições de 25 posições no grid de largada (dez posições pelo primeiro item trocado e cinco pelos demais). No entanto, Alonso também trocou o controle eletrônico de sua unidade, e recebeu mais cinco lugares de penalização.

Assim, todas as punições (25 posições para Button e 30 para Alonso) totalizam em bizarras 55 posições perdidas para a McLaren. Confira:

Button: 8º turbo (10 pos), 8º MGU-H (5 pos), 7º motor a combustão (5 pos) ,7º MGU-H (5 pos)
Alonso: 7º motor a combustão (10 pos), 7º turbo (5 pos), 7º MGU-H (5 pos), 6º MGU-K (5 pos), 6º controle eletrônico (5 pos)

O time já havia passado por situação parecida nos GPs do Canadá e da Áustria. No entanto, com a recente mudança nos regulamentos, posições de punição no grid não mais acarretarão penalizações de stop & go e drive-through durante a prova. A regulamento prescreve que as equipes deve usar apenas quatro unidades de potência por ano. A McLaren, pelo fato de estar no primeiro ano de parceria com a Honda, recebeu autorização de usar uma a mais sem punição.

Assim, certamente os dois carros da McLaren largarão da última fila do grid na corrida deste domingo.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Sub-evento Sexta-feira treino 2
Pista Spa-Francorchamps
Pilotos Jenson Button , Fernando Alonso
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias