Mercedes: Bottas mudou visão sobre rivalidades internas

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, afirmou que a presença de Valtteri Bottas ao lado de Lewis Hamilton fez com que a equipe repensasse a forma com que vê a rivalidade interna entre seus pilotos.

A Mercedes teve dificuldades para administrar a dinâmica entre Hamilton e Nico Rosberg nos últimos três anos, sendo que as disputas pelo título se tornaram quentes.

Várias controvérsias foram vistas entre os dois, envolvendo tanto modos de motor, estratégia, colisões na pista, troca de funcionários entre as garagens, entre outros. Contudo, a equipe sempre acreditou que havia um lado positivo na rivalidade dos dois, já que eles se levavam mais ao limite na pista.

Hamilton atribuiu parte de seu sucesso em 2017 à maior harmonia interna na equipe, sendo que Wolff acredita que uma relação de trabalho mais saudável entre Bottas e Hamilton se mostrou crucial para ajudar a Mercedes a derrotar a Ferrari na última temporada.

“No passado, sempre pensei que uma rivalidade ferrenha entre companheiros de equipe seria boa, já que um forçaria o outro. Acho que a lição que aprendi é que isso, provavelmente, não é verdade”, disse Wolff ao Motorsport.com.

“Acho que é preciso companheiros que rendam em alto nível e que se pressionem no carro, mas a rivalidade não pode se transformar em controvérsia fora do carro.”

“A mentalidade e a relação entre os dois nos deixaram mais fortes, nos deram um ambiente aberto e honesto e, fundamentalmente, nosso carro rápido e difícil foi bem também pelo fato de ambos trabalharem muito bem juntos.”

“A dinâmica entre Valtteri e Lewis nos possibilitou desenvolver o carro de uma forma muito eficiente e nos fez vencer o campeonato, então nem por um segundo eu me arrependo de onde estamos hoje.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton , Valtteri Bottas
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias