Mercedes cogita fechar programa de pilotos por falta de vagas

compartilhar
comentários
Mercedes cogita fechar programa de pilotos por falta de vagas
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
3 de set de 2018 13:07

Toto Wolff, da Mercedes, colocou em dúvidas o futuro do programa de jovens pilotos de sua empresa em meio a dificuldades para encontrar vagas na F1 para suas estrelas em ascensão.

Os três protegidos da fabricante alemã – Esteban Ocon, George Russell e Pascal Wehrlein – vivem futuro incerto, e Wolff expressou sua frustração com a dificuldade para encontrar cockpits disponíveis.

A Mercedes descarta a compra de uma equipe júnior apenas para seus pilotos jovens – como fez a Red Bull com a Toro Rosso –, e Wolff não sabe qual é a melhor solução.

E, caso os esforços para encontrar vagas competitivas ao trio falhem, Wolff sugeriu que poderia questionar ao conselho da Mercedes se o programa de pilotos seria encerrado ou não.

“Temos três garotos realmente talentosos com falta de oportunidades – e isso chegou a um pontoem que precisamos decidir o que faremos no futuro”, disse, quando questionado pelo Motorsport.com sobre o futuro de seus pilotos.

“Encontrar uma equipe júnior não é uma opção. Colocar 80, 90, 100 milhões a cada ano em uma equipe júnior só para dar um lugar aos jovens pilotos não é algo que eu queria fazer.”

“E, por outro lado, se os pilotos ficam com o estigma de ser pilotos da Mercedes, então parece que não é a proposta mais atrativa.”

“Sendo um competidor, ainda sinto que os melhores talentos precisam ser apoiados e desenvolvidos, e espero que encontremos uma solução para esses caras.”

“Se não conseguirmos encontrar uma solução, então eu questionaria o programa júnior no futuro. E aí voltaríamos a um modelo de pilotos pagantes.”

Wolff acrescentou: “Se você não consegue encontrar um lugar para eles na F1, então não faz muito sentido, e acho que seria uma pena em termos de nível de pilotos na F1.”

“Discutirei isso com o corpo de conselheiros e os diretores no fim do ano, dependendo do resultado que tivermos para George, Pascal e Esteban.”

George Russell, ART Grand Prix

George Russell, ART Grand Prix

Photo by: FIA Formula 2

Próxima Fórmula 1 matéria
Kvyat se aproxima de lugar na Toro Rosso para 2019

Previous article

Kvyat se aproxima de lugar na Toro Rosso para 2019

Next article

Troca de Kimi por Leclerc na Ferrari volta a ganhar força

Troca de Kimi por Leclerc na Ferrari volta a ganhar força
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias