Mercedes cogita seguir Ferrari e estabelecer equipe B na F1

Toto Wolff considera plano da Scuderia com a Sauber uma decisão “muito inteligente”, mas alerta para possíveis distrações

Chefe da Mercedes na F1, Toto Wolff indicou que sua equipe poderá seguir os passos da Ferrari e estabelecer um time B na categoria o futuro.

Desde 2016 a Ferrari conta com parceria técnica estreita com a Haas, sendo que a relação com a Sauber, que é mais duradoura, consistia somente no fornecimento de motores.

No entanto, a partir de 2018, a equipe suíça ficará mais próxima da Scuderia, com uma maior colaboração técnica, o uso do patrocínio da Alfa Romeo (pertencente ao mesmo grupo da Ferrari) e a contratação de Charles Leclerc, considerado a grande promessa de Maranello.

Wolff admitiu que gosta da ideia, de modo que a própria Mercedes poderá seguir um caminho semelhante no futuro.

“É algo que estamos considerando. Não é fácil, porque não quero distrair nossa própria organização com uma colaboração com outra equipe do outro lado. Não somos os únicos que estão tendo ideias inteligentes – estamos tendo conversas, mas nada está definido”, disse Wolff, em entrevista ao site da emissora ESPN.

“Acho que o que Sergio Marchionne [presidente da Ferrari] e Maurizio [Arrivabene, chefe da Ferrari] estão fazendo é muito inteligente. Eles já tinham uma boa relação com a Haas. Isso ajudou a Haas e ajudou a Ferrari, e o que eles estão fazendo com a Sauber é muito visionário.”

“Com Fred [Vasseur, chefe da Sauber], ele tem um chefe de equipe do outro lado que conhece o ramo até pelo avesso, e isso pode ser uma aliança que pode ser perigosa para nós.”

Atualmente, a Mercedes fornece motores para outras duas equipes: a Force India e a Williams. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias