Mercedes considera "sérias" ameaças de McLaren e Renault

Mercedes leva a sério o potencial da McLaren e Renault como possíveis rivais ao título, bem como Ferrari e Red Bull, diz o chefe da equipe, Toto Wolff

A Ferrari foi o principal rival da Mercedes no caminho para o seu quarto campeonato consecutivo de pilotos e construtores no ano passado, enquanto a Red Bull venceu três corridas e espera-se que seja ainda mais forte em 2018.

Mas o chefe da Mercedes, Toto Wolff, acredita que McLaren e Renault têm a capacidade de voltarem a ser fortes novamente.

"Este é o pináculo do esporte a motor, então você tem que respeitar cada equipe e os principais pilotos", disse Wolff ao Motorsport.com.

"Levamos a Ferrari a sério, levamos a Red Bull a sério, levamos a McLaren a sério e levamos a sério a Renault também. Esses caras podem lutar por um campeonato e outros podem nos surpreender".

"Eu quero manter a humildade e esperar uma luta com todas essas equipes e se conseguimos alinhar as peças como fizemos no ano passado, então iremos vencer corridas e vamos lutar por campeonatos e, se não o fizermos, não teremos sido bons o suficiente".

Na última temporada, a Ferrari venceu a primeira corrida do ano na Austrália e pareceu que poderia acabar com o jejum de títulos da Scuderia, conquistado pela última vez por Kimi Raikkonen em 2007.

Depois do GP de Mônaco, Sebastian Vettel ficou 25 pontos à frente de Lewis Hamilton, principal candidato da Mercedes para o campeonato.

Mas a Mercedes recuperou sua forma na temporada e a Ferrari encontrou dificuldades devido a erros de pilotagem e baixa confiabilidade, o que permitiu que Hamilton conquistasse o campeonato com duas etapas de antecedência.

"A forma como ele levou o carro à pista foi excepcional e o passo que eles levaram durante o inverno provavelmente foi o maior de todos os times", disse Wolff sobre o desafio apresentado pela Ferrari em 2017.

"Estou feliz por termos ficado firmes. Tivemos um recorde de 11 corridas vencidas contra cinco da Ferrari e os resultados nunca mentem".

"Tendo dito isso, precisamos manter nossos pés no chão. A Ferrari poderia ter conquistado mais corridas. Nós os levamos muito a sério como um verdadeiro concorrente (até 2018) como fazemos com as outras equipes".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Mercedes , McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias