Mercedes diz que falha no carro de Rosberg foi "bizarra"

Problema no acelerador praticamente tirou piloto alemão da briga pelo título mundial

A Mercedes decidiu atenuar os recentes problemas de confiabilidade nos carros da equipe, especialmente com Nico Rosberg, ao classificá-los como circunstâncias "bizarras".

No GP da Rússia, Rosberg praticamente deu adeus à disputa pelo título mundial ao abandonar ainda no início da corrida por uma falha no acelerador. Foi o terceiro problema mecânico da Mercedes nas últimas quatro provas.

Em Monza, Rosberg abandonou no fim após estouro do motor. Em Cingapura, por sua vez, foi a vez de Lewis Hamilton ter de sair da prova por uma mangueira solta que provocou problemas no motor.

Bicampeã de Construtores, a Mercedes preferiu atribuir à falta de sorte os últimos problemas.

“Não sei a exata história da construção desta peça do acelerador, mas não é algo que trocamos o ano inteiro – ou até mesmo por vários anos”, disse Paddy Lowe, um dos chefes da Mercedes.

“Não ficaria tão preocupado porque a nossa confiabilidade recente não esteja tão boa. A falha que tivemos (na Rússia) foi bizarra”, completou Toto Wolff.

Por sua vez, Nico Rosberg não escondeu a frustração por ter perdido pontos importantes com os recentes abandonos. “É uma falha estranha. O ano estava bom em relação à confiabilidade. Então passamos a ter. Foi uma surpresa.”

“E passou a ficar pior ao longo da temporada, especialmente nos últimos meses. Precisamos analisar novamente e continuar melhorando nessa área. Não evoluímos quanto pensávamos.” 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Nico Rosberg
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias