Mercedes diz que não pagará para colocar Wehrlein na Manor

Toto Wolff, chefe da equipe alemã, descartou possibilidade de pagar para que o campeão do DTM em 2015 corra pela Manor na temporada 2016 da F1

Toto Wolff, chefe da Mercedes na Fórmula 1, descartou a possibilidade de que a equipe alemã poderia pagar para garantir uma das vagas na Manor - para quem o time germânico fornecerá motores em 2016 - a Pascal Wehrlein, campeão do DTM em 2015.

"Não colocaremos dinheiro algum no acordo com a Manor", disse Wolff, em referência ao fornecimento de unidades de potência para o time, o que a Mercedes pretendia usar como uma espécie de moeda de troca para colocar Wehrlein, piloto de testes da atual bicampeã do Mundial de Construtores, como titular.

"O proprietário da Manor, Stephen Fitzpatrick, disse-me: 'Precisamos de dinheiro, não tenho opções'", afirmou o chefe da Mercedes. Alexander Rossi e Rio Haryanto são os dois candidatos mais cotados para as vagas na Manor, mas Roberto Merhi corre por fora.

Estima-se que € 8 milhões é o valor necessário para que Merhi garanta a vaga na equipe comandada por Fitzpatrick - o espanhol tem buscado patrocinadores para financiar mais uma temporada na F1.

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Roberto Merhi , Pascal Wehrlein
Equipes Mercedes , Manor Racing
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags mercedes