Mercedes fica pela 1ª vez na era híbrida 3 GPs sem ganhar

Time alemão não sabia o que era ficar três provas sem vitória desde 2013; Hamilton bate recorde de pontuação de Raikkonen

A vitória parecia nas mãos de Valtteri Bottas até a metade do GP da China do último domingo. No entanto, o toque dos dois carros da Toro Rosso e a entrada do Safety Car na pista marcou uma nova derrota para o time alemão, que não teve resposta para os pneus macios mais novos de Ricciardo nas voltas finais.

O segundo em Xangai é um marco para a escuderia alemã com sede em Brackley, na Inglaterra. Jamais, em nenhuma das 82 corridas anteriores desde 2014 até aqui, o time ficou três provas sem vencer.

Tetracampeã nos últimos quatro anos, o time foi o que mais conseguiu vitórias neste tempo, somando nada menos que 63. Neste ano, apesar de ter conquistado a primeira pole do ano com Lewis Hamilton, a Mercedes ainda não conseguiu ganhar nenhum GP.

A última vitória da equipe foi ainda no GP de Abu Dhabi, última etapa de 2017, com o finlandês Valtteri Bottas. Já Lewis Hamilton está desde outubro de 2017 sem vencer. Sua última vitória foi no GP dos EUA. Porém não é a pior sequência de Hamilton na era híbrida, já que ele ficou oito provas sem ganhar entre 2015 e 2016.

Ainda assim, Lewis pôde comemorar neste final de semana um recorde histórico: o britânico se tornou o piloto que mais vezes pontuou seguidamente na história da Fórmula 1. Hamilton superou as 27 corridas do finlandês Kimi Raikkonen entre 2012 e 2013 e acumula agora 28 provas nos pontos.

A última vez que Lewis zerou foi no GP da Malásia de 2016, quando vinha liderando e o motor de sua Mercedes estourou.

Confira os dez momentos mais marcantes do GP da China 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias