Mercedes investiga se problema no carro causou acidente de Schumacher

Freios podem não ter respondido da maneira ideal e Ross Brawn pede olhar cuidadoso sobre os dados da telemetria

Schumacher em Cingapura

Pouco depois da relargada após a entrada do primeiro Safety Car na corrida de Cingapura, Michael Schumacher não conseguiu frear seu carro e acertou com tudo a traseira de Jean-Eric Vergne, da Toro Rosso. A princípio pareceu um erro grosseiro do heptacampeão, mas a Mercedes está verificando se aconteceu algo no carro.

“Michael estava indo bem, até o acidente que o tirou da corrida. Foi uma situação incomum, então teremos de olhar com cuidado para os dados e descobrir o que pode ter acontecido”, declarou o chefe da equipe, Ross Brawn.

Uma possibilidade forte é que Michael Schumacher não tenha aquecido suficientemente os freios, durante as voltas em que o Safety Car permaneceu na pista. Com o sistema frio, não foi possível desacelerar o suficiente assim que Vergne travou seu carro para não colidir com Sergio Pérez.

“A equipe está investigando para ver se houve algum problema na hora do acidente. Michael tinha condições de chegar logo atrás de Nico”, disse Norbert Haug, vice-presidente de automobilismo da Mercedes-Benz, lembrando do outro piloto da equipe, que chegou em quinto no domingo. 
 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Pilotos Michael Schumacher
Tipo de artigo Últimas notícias