Mercedes quer estreitar laços com equipes clientes

compartilhar
comentários
Mercedes quer estreitar laços com equipes clientes
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
Traduzido por: Daniel Betting
3 de mai de 2018 14:40

Toto Wolff, chefe da Mercedes F1, indicou que a marca está querendo estreitar laços técnicos com suas equipes de clientes, como a Ferrari fez com a Haas

Lance Stroll, Williams FW41, Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09
Valtteri Bottas, Mercedes-AMG F1 W09 EQ Power+ and Esteban Ocon, Force India VJM11 battle
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W09, passes Sergio Perez, Force India VJM11 Mercedes
Esteban Ocon, Force India VJM11 and Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18 battle
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09, leads Lance Stroll, Williams FW41 Mercedes
Toto Wolff, Executive Director (Business), Mercedes AMG

A Mercedes atualmente fornece sua caixa de câmbio e todos os sistemas hidráulicos para a Force India, enquanto a Williams usa apenas as unidades de potência da marca de Stuttgart e seus sistemas associados.

Lawrence Stroll, investidor da Williams, quer ter uma relacão mais estreita e está pressionando para que a equipe da Grove use mais tecnologia da Mercedes.

No entanto, Claire Williams deixou claro que quer que sua equipe permaneça independente e seja vista como uma construtora.

Wolff assegura que a Mercedes consideraria um acordo no estilo que a Haas tem com a Ferrari se isso fizer sentido para todos.

"Acredito que vimos que o sistema entre a Ferrari e a Haas funciona. Tem funcionado para ambos. É uma vantagem de renda para a Ferrari e eu acho que, em termos de sinergias, há muito que você pode trabalhar e tem funcionado para a Haas”.

"Eles são uma equipe muito competitiva sem ter uma longa história aqui ou ter construído algo que tenha levado anos e anos. Até agora, o sistema é muito bem sucedido e, claro, nossos pensamentos vão nessa direção, se Williams ou Force India quiserem colaborar".

"Mas estamos no meio de uma grande luta para este 2018, então precisamos priorizar".

Quando perguntado se a Mercedes poderia fazer algo assim para a próxima temporada, Wolff respondeu: "Podemos fazer algo em 2018. Temos certa capacidade".

Wolff disse que é muito cedo para dizer se a Mercedes poderia trabalhar com as duas equipes: "Não estamos tão avançados. A chave está nos detalhes. Não se trata apenas de produção, mas também como não se distrair".

"Seria um projeto de longo prazo e não é algo que você pode esperar para 2019. Você precisa de dois ou três anos para isso".

Wolff sugeriu que tal abordagem faria sentido para a era pós-2021, quando os limites de gastos chegam e haja padronização de algumas peças.

"Se você fizer certo, pode ser benéfico. Mas precisa fazê-lo corretamente, porque você tem que ter um bom equilíbrio entre a distração e otimizar as sinergias. Não é trivial".

Próxima Fórmula 1 matéria
Pódio em Baku não foi uma coincidência, diz Pérez

Previous article

Pódio em Baku não foi uma coincidência, diz Pérez

Next article

Pirelli revela pneus escolhidos para o GP da Grã Bretanha

Pirelli revela pneus escolhidos para o GP da Grã Bretanha
Load comments