Mercedes: Red Bull "nunca pediu formalmente por motores"

Dieter Zetsche, presidente da fabricante alemã, diz que equipe austríaca não abordou Mercedes formalmente em nenhum momento para fechar um acordo de fornecimento de motores

Red Bull e Mercedes chegaram a conversar sobre motores para a temporada 2016 da Fórmula 1, mas qualquer chance de um acordo entre as partes caiu por terra após setembro.

No entanto, de acordo com o presidente da fabricante alemã, Dieter Zetsche, as conversas não prosseguiram simplesmente porque a Mercedes não queria fornecer unidades de potência a uma rival.

O dirigente alega que, de fato, o time austríaco jamais fez um pedido formal para se tornar uma equipe impulsionada pelos propulsores germânicos. "Eles nunca nos pediram formalmente. Tivemos algumas conversas, mas nenhum contato oficial", disse Zetsche ao diário italiano Gazzetta dello Sport.

Mercedes vê com bons olhos aproximação da Ferrari

Após duas temporadas de domínio absoluto na F1, Zetsche espera que a Ferrari seja uma rival de fato na temporada 2016. Embora queira seguir vencendo campeonatos, o dirigente reconhece que se os rumores de que a Ferrari virá mais forte no campeonato que se inicia em março forem verdadeiros, quem ganha é o esporte.

"Eu não diria que preocupação é a palavra certa sobre a Ferrari. A verdade é que eu gostaria de ver uma batalha pelo título entre nós e a Ferrari, que termine com a Mercedes no topo. Uma briga entre duas equipes seria ótimo para a F1", completou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Ferrari , Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias