Mercedes: “Regras de 2019 vão colocar F1 de ponta cabeça”

compartilhar
comentários
Mercedes: “Regras de 2019 vão colocar F1 de ponta cabeça”
Por: Adam Cooper
11 de out de 2018 15:36

Toto Wolff acredita que novo regulamento aerodinâmico irá mudar hierarquia de forças da F1 no ano que vem

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, acredita que as mudanças do regulamento aerodinâmico para 2019 podem misturar a ordem competitiva da Fórmula 1 e permitir que uma equipe ganhe uma vantagem antecipada.

A nova asa dianteira, que é 200mm mais larga, 25mm mais profunda e tem um design mais simplista, foi projetada para melhorar as ultrapassagens.

Uma revisão para tornar os dutos de freio mais simples também será implementada como parte do esforço da F1 para melhorar as corridas antes de uma revisão maior do regulamento de 2021.

No início deste ano, o diretor técnico da Williams, Paddy Lowe, disse que a nova mudança está tornando mais difícil para as equipes de F1 julgarem metas aerodinâmicas.

A aprovação das mudanças nas regras de 2019 ocorreu em julho, mas exigiu mais discussões entre a F1 e as equipes, a fim de eliminar as brechas que surgiram.

Wolff acredita que as mudanças aerodinâmicas podem mudar a ordem competitiva da F1.

Toto Wolff, Mercedes AMG F1 Director of Motorsport

Toto Wolff, Mercedes AMG F1 Director of Motorsport

Photo by: Steve Etherington / LAT Images

"Acho que o maior impacto será a regulamentação aerodinâmica completamente nova", disse Wolff quando perguntado sobre 2019.

“Isso vai colocar tudo de cabeça para baixo. Alguém pode encontrar uma brecha ou uma inovação ou entender como esses carros funcionam mais cedo do que outros. Eu acho que há uma grande variável nesses regulamentos no próximo ano, e podemos até ter equipes lá em cima que não estão no radar hoje."

A Mercedes venceu 72 corridas desde que o regulamento de 2014, que colocou mais ênfase no desempenho do motor, foi estabelecido. Ferrari e Red Bull - com a Renault - ganharam apenas 13 e 11 corridas respectivamente.

A Red Bull passará dos motores Renault para Honda no próximo ano, com a equipe acreditando que a fabricante japonesa agora oferece um pacote melhor.

A renomada vantagem de chassi da equipe com um novo motor aumentou as esperanças de que ela possa desafiar a Mercedes e a Ferrari mais consistentemente na próxima temporada.

Quando perguntado se esperava que a Red Bull fosse competitiva desde o início de 2019, Wolff disse: “sim, eles podem ser”.

"Como vimos que não há mais nenhum padrão, não há um time que domine um tipo de circuito.”

“Isso mudou, e o motor da Honda certamente parece muito potente agora, e a Red Bull tem uma boa dupla de pilotos.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias