Mercedes sai de papel de coadjuvante para vitoriosa em 12 meses

Nico Rosberg explica que equipe melhorou estrutura na fábrica e comunicação para compreender velhos problemas

Neste ponto do campeonato, ano passado, a Mercedes estava mudando o foco para o carro da temporada seguinte. E isso não tinha nada a ver com mudanças de regulamento, como as que acontecerão em 2014. A decisão foi por falta de resultados e pela impossibilidade de lutar por algo melhor do que a quinta posição no mundial de construtores.

Agora, a equipe segue firme na briga com a Ferrari pelo segundo lugar. Atualmente, os alemães estão apenas três pontos atrás dos italianos.

“Aprendemos muito com nossos erros e com os pontos fracos que mostramos”, acredita Nico Rosberg, piloto da equipe desde 2010. “Por exemplo, ano passado, um de nossos problemas foi a mudança na escala do túnel de vento, de 50 para 60%. Agora, as coisas caminharam bem e melhoramos.”

Junto das mudanças técnicas, Rosberg destacou também a melhoria no funcionamento da fábrica em si.

“A comunicação na fábrica melhorou, aumentamos o número de funcionários e tudo isso resultou em um nível de desenvolvimento melhor. É fantástico de ver, mas ainda precisamos de consistência – há duas corridas, em Nurburgring, éramos muito lentos. Para chegar lá, precisamos compreender melhor cada pista, cada mudança.”

Até por isso, o alemão ainda não vê a Mercedes como rival da Red Bull pelo título de construtores. Atualmente, a equipe está a 107 pontos dos atuais tricampeões.

“Você pode [dizer que a Mercedes está lutando pelo título], se quiser. Não vou proibi-lo. Mas eu não diria isso. Acho que temos de pensar corrida após corrida e essa é a melhor maneira de agir neste momento. Vamos tentar ter resultados fantásticos a cada corrida e é nisso que estou focado no momento.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias