Mercedes termina sem pontos em final de semana frustrante

Rosberg foi tocado na largada e Schumacher terminou apenas em 13º. Entre as nanicas, duelo entre Caterham e Marussia

Schumacher foi o 13º na Coreia

Se antes da prova, a Mercedes confiava no clima frio para fazer uma boa corrida, depois da prova, o time era só frustração. Rosberg saiu logo na largada, atingido por Kobayashi e Schumacher teve um desempenho discreto, terminando em 13º. Já na parte final do grid, destaque para o duelo entre Marussia e Caterham. Confira as declarações dos pilotos:

Mercedes:
Michael Schumacher, 13 º

"Há algumas corridas onde nada dá certo. Esta foi uma delas. Nós não conseguimos fazer os pneus funcionarem corretamente, o que tornou os tempos de volta inconsistentes e representou um passo atrás em termos desempenho. Agora é olhar para frente e espero que possamos ser capazes de voltar a andar bem nas próximas corridas."

Nico Rosberg, não completou:
"Infelizmente este foi o segundo final de semana que eu saio logo no começo da prova. É muito frustrante ser tocado duas vezes nas primeiras curvas da corrida. Kobayashi bateu atrás e então a minha corrida acabou. O pequeno ponto positivo a ser tirado do fim de semana foi o nosso desempenho. Agora eu vou olhar para a frente e esperar mais sorte na Índia”.

Caterham:
Vitaly Petrov, 16º:

"Para mim foi uma boa tarde, provavelmente o melhor resultado que eu poderia ter tido hoje. O carro estava funcionando bem durante toda a corrida e eu tive uma boa luta com Heikki. Hoje nos preocupamos em gerenciar a diferença para as Marussias, em fazer a a primeira curva sem problemas e, depois disso em cuidar dos pneus. No primeiro stint, os options sofreram uma granulação logo cedo, mas ambos primes que usei nos stint seguintes funcionaram bem”.

Heikki Kovalainen, 17º:
"Foi uma corrida bastante simples. Para nós era importante ter certeza de que deixaríamos os carros de Marussia e HRT para atrás e isso aconteceu sem problema. Tive outra boa largada e estava à frente do meu companheiro de equipe no primeiro stint, mas meus pneus começaram a desgastar muito rapidamente. Principalmente o da dianteira direita. Por isso optamos pelos macios nas outras paradas. Para ser honesto, foi uma corrida muito tranquila para mim.”

Marussia:
Timo Glock, 18º:

"Eu estava muito animado com o início da corrida, vi que poderíamos realmente desafiar as Caterhams. Eu tinha uma boa chance de ultrapassá-lo no segundo stint, então optamos por pneus supermacios e esperei Heikki cometer algum erro. Infelizmente não houve oportunidade. Na longa reta, que tinha o KERS, eu não poderia atacá-lo. Eu era o primeiro carro a levar bandeiras azuis e isso me atrapalhou na fase final da corrida. Também o nosso último stint foi bem longo e o pneu dianteiro direito realmente começou a ir embora. Assim, nas últimas oito voltas eu decidi focar em trazer o carro para casa. Nossa estratégia foi boa e meus tempos de volta foram muito consistentes, por isso estou muito feliz com o progresso."

Charles Pic, 19:
"A primeira parte da corrida foi difícil para mim por causa de ter que começar no final do grid devido a nossa mudança de motor. Eu fiquei preso atrás dos carros da HRT e perdi um monte de tempo. Devido a isso, perdi contato com os carros da Caterham e foi difícil recuperar. Olhando para o fim de semana em geral, porém, eu fiquei muito satisfeito com a minha qualificação e também com nosso ritmo na corrida, especilamente no último stint. Estou ansioso estrear também na Índia”.

HRT:
Narain Karthikeyan, 20º:

"Optamos por começar a corrida com pneus supermacios e o início foi bom, ultrapassamos alguns carros. Mas talvez não fosse a melhor opção, porque tivemos um pouco de granulação nos pneus dianteiros, o que deixou o carro saindo de frente. Mas quando mudamos para pneus macios, o equilíbrio do carro ficou muito bom. Acho que a estratégia de uma parada foi demais para os pneus dianteiros, mas tivemos de correr o risco. Foi um fim de semana difícil, mas vou olhar o lado positivo que foi ter terminado a corrida depois de dois GPs sem completar".

Pedro de la Rosa, não completou:
"Nós estávamos esperando uma corrida difícil, mas o início foi bom. Infelizmente, tivemos um problema com o pedal do acelerador desde a quinta volta. No início ele ficava um pouco preso e, com o decorrer das voltas, foi ficando pior, até que a equipe decidiu recolher o carro. Acho que foi a decisão certa, porque, não só estávamos muito devagar, como também ficou perigoso. Após este fim de semana difícil, agora temos de deixar isso para trás, olhar para frente e pensar na próxima corrida."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Coreia
Pilotos Pedro de la Rosa , Michael Schumacher , Narain Karthikeyan , Nico Rosberg , Heikki Kovalainen , Timo Glock , Vitaly Petrov , Charles Pic
Tipo de artigo Últimas notícias