Mesmo com a chuva, McLaren não passa do Q2 com os dois carros

Perez e Button confiavam que poderia aproveitar a oportunidade em caso de mau tempo, mas bandeira vermelha atrapalhou

Os pilotos da McLaren tiveram o que vinham pedindo desde a quinta-feira: uma classificação com chuva. Mas as coisas não saíram como planejado para o time de Woking, que ficou com a 12ª posição com Sergio Perez e a 14ª com Jenson Button.

Ambos foram pegos desprevenidos pela bandeira vermelha causada pelo acidente de Felipe Massa, que interrompeu o Q2 a 1min59 do final. No reinício, ficaram muito para trás e não conseguiram abrir uma volta.

“Para sair cedo, teríamos que ficar quase dois minutos parados e você acaba perdendo muita temperatura e recuperar isso com essas condições era praticamente impossível”, explicou o mexicano ao TotalRace. “A bandeira vermelha foi uma lástima, pois vinha em uma volta muito boa até a última curva e isso não me ajudou. O importante é que nos concentramos muito na corrida, então se as condições forem mais normais, poderemos lutar por posições melhores.”

Button reconhece o sábado complicado, mas acredita que a corrida pode ser diferente.

“Foi uma daquelas sessões em que tudo pode dar muito certo ou muito errado. Estávamos sem sorte. Encontramos bandeiras amarelas, uma vermelha e, quando a sessão recomeçou, cruzei a linha meio de segundo depois da bandeirada. Não éramos tão competitivos quanto esperávamos e 14º obviamente não é onde queria largar, mas a boa notícia é que dá para ultrapassar.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pilotos Jenson Button , Sergio Perez
Tipo de artigo Últimas notícias