Mesmo com estouros, McLaren não abusou de pressões, diz Michael

Equipe sofreu duas falhas em pneus, mas diretor afirma que time seguia recomendações da Pirelli à risca

A McLaren foi uma das equipes que sofreram com estouros de pneu durante o final de semana mais crítico da temporada em relação aos Pirelli, em Silverstone: tanto nos treinos livres, quanto na corrida, Sergio Perez teve de retornar aos boxes se arrastando. No entanto, o diretor administrativo da equipe, Sam Michael, garante que o time estava trabalhando com pressões dentro das determinadas pela fornecedora de pneus.

c Os dois pneus que sofreram falhas durante o final de semana em Silverstone estavam bem dentro do que havia sido pedido pela Pirelli, então estamos confortáveis em relação a isso e o que é importante é que todos estejam trabalhando dentro do limite.”

O dirigente comemorou as medidas tomadas a partir do GP da Alemanha que obrigam as equipes a respeitarem as recomendações da Pirelli.

“Fico feliz que eles tenham clarificado que algumas equipes estavam correndo fora da especificações que eles estavam pedindo em relação à cambagem e limites de pressão. Agora é o trabalho da FIA e da Pirelli se certificarem de que esses limites serão respeitados.”

Michael também elogiou a postura da empresa italiana para contornar a crise. “A mudança nos pneus traseiros feita para a Alemanha já foi impressionante, pois eles tiveram três dias. Eles responderam bem à situação que tivemos em Silverstone, que não foi aceitável sob qualquer ponto de vista.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias