"Mesmo com os altos e baixos, ainda estou na luta", diz Hamilton

Com seis corridas para o final e 22 pontos atrás, inglês busca continuar reação no próximo final de semana

Na tabela do campeonato, Lewis Hamilton conseguiu tirar apenas sete pontos em relação ao companheiro Nico Rosberg com a vitória no GP da Itália. Porém, para a moral no britânico, que não vencia desde o início de julho, o resultado de Monza significa algo mais: com seis corridas para o final e 22 pontos de desvantagem, o piloto da Mercedes tem certeza de que ainda está na briga.

[publicidade] “Foi uma boa sensação voltar a vencer em Monza. Obviamente, como Nico chegou em segundo, não consegui diminuir muito a diferença, mas ainda há muitos pontos para serem ganhos e estou contente por ter dado um passo nessa direção. Mesmo com os altos e baixos, ainda estou na luta pelo campeonato e isso me dá muita motivação para as próximas seis corridas.”

Falando em altos e baixos, Hamilton já teve o que comemorar e o que lamentar em Cingapura. O piloto venceu em 2009, mas acredita que deveria ter ganhado um ano antes, quando a Renault afetou o resultado da prova, vencida por Fernando Alonso. Além disso, em 2012, quebrou quando liderava.

“É um circuito de rua e adoro circuitos de rua. Ganhei lá em 2009, o que foi uma experiência muito especial, e também tive um pódio – que deveria ter sido uma vitória – na primeira corrida em 2008. Minha sorte não foi muito boa nesse circuito mas tomara que isso mude no próximo final de semana.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias