Mesmo na frente, Hamilton tem problema no carro - e na pista

Inglês deu menos voltas do que gostaria por vazamento e prevê duelo pesado com Nico Rosberg em Austin

O líder do campeonato, Lewis Hamilton, liderou as duas sessões de treinos livres da sexta-feira em Austin, nos Estados Unidos. Porém, dois fatores fizeram com que o dia do inglês não fosse 100% tranquilo: um problema no carro que o impediu de fazer a simulação de corrida completa e a proximidade do companheiro e rival pelo título, Nico Rosberg, que fechou o dia apenas 0s003 mais lento.

[publicidade] “Não sei qual foi o problema. Acho que foi um vazamento de óleo ou de algum tipo de fluido. O carro estava bom, mas eles resolveram parar por precaução e agora vão consertar isso. Não estou preocupado, a sensação com o carro era boa. Mas o Niki [Lauda] falou ‘isso não pode acontecer, nossos carros têm de ser perfeitos’”, brincou.

Mas o inglês, que teve vários problemas ao longo da temporada, se mostrou resignado com a situação e não quer sofrer antes da hora. “É um problema pequeno, que acontece. E é melhor que aconteça hoje. Mas é claro que não dá para saber o que vai acontecer nos próximos dias. Vamos lidar com isso quando chegar lá.”

Hamilton também frisou o bom início de Rosberg e prevê uma luta intensa neste final de semana. O alemão tenta descontar a vantagem de 17 pontos do inglês.

“Parece que está bem apertado entre mim e o Nico, então espero uma batalha bastante dura entre nós. Mas estou animado com isso. Ainda dá para melhorar um pouco e vamos trabalhar isso durante esta noite.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias