Mesmo realista, Williams julga que fez bom trabalho no FW38

Vice-diretora da equipe acha que time pode se manter como terceira força, mas se preocupa com Red Bull e Force India

Visando manter o ritmo para desafiar Mercedes e Ferrari, a Williams espera conseguir extrair uma boa performance de seu novo FW38. Porém, o time é realista e não descarta que as ameaças do meio do pelotão possam ter dado um passo maior que o esperado nesta pré-temporada.

"Eu gostaria de pensar que diminuímos a diferença para Ferrari e Mercedes", disse a vice-diretora da equipe, Claire Williams, à revista Autosport.

"Mas estou mais preocupada é com o pessoal atrás de nós. As Red Bulls, Toro Rossos e as Force Indias. Eles parecem rápidos, e eu estou preocupada com isso.”

"Mas para os fãs, seria surpreendente se tivéssemos algumas disputas. Eu acho que o grid está realmente muito apertado."

Claire está esperançosa de que a equipe tenha tido ganhos nas áreas que seguravam o carro no ano passado, para assim continuar a lutar com Mercedes e Ferrari.

"Eu tenho uma sensação de que não fizemos um mau trabalho", disse Williams.

"Nós encontramos um pouco mais de downforce e os pilotos estão dizendo que temos um pouco mais de aderência nas curvas de média e alta velocidade.”

"O carro é rápido nas retas, ainda mais rápido do que era antes, o que é ótimo.”

"A equipe tem trabalhado muito duro durante o inverno e temos algumas novas peças interessantes no carro.”

"Temos atualizações agendadas com algumas pequenas modificações para a Austrália, e depois algumas para Bahrein e, em seguida, outras para o resto do ano.”

"Este ano vai ser difícil porque temos os regulamentos de 2017 se aproximando. Vai ser um desafio real."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias