Mesmo sem grande ritmo, Raikkonen celebra pontos pelo campeonato

Finlandês não ficou satisfeito com desempenho do carro, enquanto Grosjean se mete em confusão novamente

O finlandês da Lotus Kimi Raikkonen não ficou muito feliz com a sexta posição conquistada no GP do Japão neste fim de semana. Em terceiro no mundial e tendo descontando oito pontos para o líder Fernando Alonso, o campeão mundial de 2007 reconheceu que foi o melhor que poderia ter sido feito.

"Sexto não era um resultado que aguardávamos, mas infelizmente não tínhamos carro para ir à frente", disse Kimi, que tocou em Alonso na largada, furando o pneu do espanhol, que teve de abandonar a prova. "A largada foi muito apertada e estava atrás de Fernando [Alonso]. Fiquei espremido e não tinha por onde ir", completou.

Mesmo após uma prova complicada, o finlandês comemorou os pontos marcados. "No geral foi uma corrida difícil. A coisa boa é que ainda assim conseguimos marcar alguns pontos para manter o foco no título", finalizou.

Para Romain Grosjean, seu companheiro de equipe, o toque na largada novamente complicou sua vida. "Estava na primeira curva e cometi um erro besta e tirei Mark Webber da corrida. Ele veio falar comigo após a prova e não estava feliz, mas pedi desculpas. Agora é sentar e analisar as coisas antes da próxima corrida para melhorarmos em alguns aspectos", comentou Grosjean, que abandonou a prova.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pilotos Kimi Raikkonen , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias