Mesmo sem vencer, Bottas se diz em “nível requisitado”

compartilhar
comentários
Mesmo sem vencer, Bottas se diz em “nível requisitado”
Por: Scott Mitchell
15 de jul de 2018 13:53

Finlandês diz que Mercedes está ciente de suas fortes atuações nesta temporada de Fórmula 1 apesar de não vencer

Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
The Safety Car leads Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W09
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W09
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W09
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W09, leads Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09, Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H, and the rest of the field at the start of the race
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W09, leads Sebastian Vettel, Ferrari SF71H
Valtteri Bottas, Mercedes-AMG F1 W09

Valtteri Bottas perdeu vitórias na China e no Azerbaijão graças a um Safety Car e um furo de pneu, respectivamente, e depois se abandonou graças a uma falha mecânica após largar da pole na Áustria.

Bottas entrou na temporada de 2018 precisando impressionar a Mercedes para conseguir um novo contrato.

"Minhas performances me colocam em um lugar decente neste ano, embora eu não tenha marcado os pontos que eu gostaria. Eu sempre me apresentei no nível que a equipe exige que eu faça.”

"Estou mais ou menos no nível que quero pessoalmente. Isso é bom, mesmo que apenas a equipe veja detalhadamente como eu me desempenho toda semana. Ter algumas vitórias nunca traz nada de ruim para você no futuro, mas pelo menos a equipe sabe exatamente como estou me saindo e a direção que vou seguir com meu aprimoramento."

A diferença média de classificação entre Bottas e Hamilton nesta temporada é de 0s059 a favor do britânico.

Bottas acredita que ele eliminou as grandes diferenças que Hamilton estabeleceu em temporadas do ano passado, particularmente nas pistas onde a Mercedes era mais forte.

"Eu senti que consegui melhorar minhas fraquezas e pontos fortes", disse Bottas.

“O desempenho geral acaba por ser mais próximo. Houve menos diferenças grandes entre eu e Lewis.”

"Não importa se o carro está bom para dirigir ou muito difícil de dirigir, sinto que consigo extrair o que posso de melhor.”

Bottas teve a vitória negada novamente em Silverstone no último fim de semana, quando uma estratégia diferente da Mercedes o colocou na liderança em um Safety Car, mas depois o deixou vulnerável ao ataque de Sebastian Vettel com pneus novos.

Mesmo defendendo três ataques consecutivos na curva Brooklands, ele foi passado na mesma curva a cinco voltas do final.

"Depois do segundo Safety Car, inicialmente estava tudo bem, mas ele começou a se aproximar e eu tive que dar o máximo a cada volta como uma volta de qualificação", disse Bottas.

“Foi cerca de cinco voltas antes do final. Foi como dirigir no gelo. Comecei a perder muita aderência, especialmente na traseira. A tração ficou mais fraca.    “

“É por isso que ele sempre pôde chegar perto de mim em curvas lentas e pegar o DRS. Eu estava tentando tudo que podia para defender, mas era uma questão de tempo.”

"Eu realmente tentei, mas não havia nada que pudéssemos fazer."

Próxima Fórmula 1 matéria
GALERIA: Quando a F1 coincidiu com a final da Copa do Mundo

Previous article

GALERIA: Quando a F1 coincidiu com a final da Copa do Mundo

Next article

Renault: redução de calendário “valorizaria” a F1

Renault: redução de calendário “valorizaria” a F1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Valtteri Bottas Shop Now
Equipes Mercedes Shop Now
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias