Meta de Alonso é bater Vettel nas próximas três corridas

Piloto foi bem no mesmo período em 2012 e quer repetir desempenho para diminuir vantagem do rival alemão

Em 2012, Fernando Alonso foi o piloto que mais somou pontos no período entre a segunda quinzena de junho e o começo do mês de agosto. Este ano, mesmo sem a corrida em Valência, onde foi o vencedor em 2012, o espanhol pretende repetir o feito e diminuir a diferença para Sebastian Vettel na tabela do campeonato. Para isso, Alonso está focado em chegar à frente do rival nas próximas três corridas, começando por Silverstone.

“Silverstone tem características parecidas com Espanha e China, que foram provas em que a gente foi bem esse ano, então isto nos dá maiores esperanças aqui”, disse o piloto da Ferrari ao TotalRace, sem menosprezar os adversários.

“Sabemos que a Red Bull, desde 2009, tem sido dominante em Silverstone, mas temos que tentar fazer o melhor possível. Lotus também será muito rápida e a Mercedes nas últimas corridas vem sempre treinando entre os primeiros. Teremos rivais muito fortes tanto no sábado, que é o dia mais difícil para nós, quanto no domingo”, analisou. “Nosso objetivo principal é terminar na frente de Vettel nas próximas três corridas, para diminuir a vantagem atual, que é muito grande: 36 pontos. Mas, se não der, precisamos perder o mínimo possível. Ano passado, abri 39 pontos em Monza, faltando sete corridas e no final perdi, então não é para perder as esperanças”, acrescentou.

Mesmo focado na pontuação, o espanhol ainda tem tempo para pensar em futebol. Correndo em uma equipe italiana, ele não deixou de comentar sobre o clássico de logo mais pela Copa das Confederações, entre Espanha e Itália, que será disputado em Fortaleza. “Aqui no Motorhome somos 2 contra 60 (italianos), mas espero que e Espanha possa vencer e que possamos ver no domingo a tão esperada final contra o Brasil”, comentou Alonso, que falou em dedicar uma possível vitória a José Froilan Gonzalez, argentino que conquistou a primeira vitória da história da Ferrari e morreu nesta semana.

“Foi uma semana triste para toda a família ferrarista e, se vencer aqui, dedicarei a ele. É um piloto de muito valor, já que corria numa época onde os carros eram muito velozes, mas não tinham os mesmos aparatos de segurança e os circuitos também eram bem diferentes”, finalizou.
 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias