Miami adia votação sobre corrida de F1 para setembro

compartilhar
comentários
Miami adia votação sobre corrida de F1 para setembro
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
0m atrás

Uma decisão sobre o GP de Miami de F1 foi adiada até setembro para permitir que a cidade leve em consideração uma visão mais ampla de seus residentes.

Como foi reportado anteriormente, a discussão e votação sobre a corrida estavam agendadas para o dia 26 de julho, como parte da reunião regular da Comissão da cidade e que aborda diversos tópicos. Quatro dos cinco comissários teriam de voltar a favor dos planos.

Contudo, uma decisão final foi adiada, e o recesso de verão de agosto empurrou ainda mais a votação.

Gestor da cidade, Emilio Gonzalez é o principal encarregado a finalizar o contrato com a F1 e promover a corrida. Ele disse ao jornal Miami Herlad: “Queremos garantir que façamos isso direito. É um grande evento.”

O advogado Sam Dubbin, que representa 11 residentes, emitiu uma carta em junho pedindo para que a cidade parasse com as negociações, além de expressar oposição a grandes eventos musicais.

Outros grupos de residentes também mostraram sua preocupação.

Revised Miami F1 track layout V2
Revised Miami F1 track layout V2

Photo by: Motorsport.com

Um traçado diferente da pista (mostrado acima) é uma das revelações intrigantes no rascunho do contrato. A versão mais recente da pista não usa a parte ao redor do ginásio American Airlines Arena que já havia sido utilizada anteriormente pela Fórmula E.

Uma das preocupações que surgiram com o traçado original era na liberação do fluxo de pessoas para o acesso ao ginásio, já que, em outubro, ele estará bastante agitado com as partidas da NBA.

A pista agora vai mais ao sul e faz mais uso do Bayfront Park, andando ao lado da marina.

O setor no porto, do outro lado da ponte, também foi estendido, sendo que há duas versões diferentes em circulação. A empresa inglesa Apex Circuit Design está envolvida na conclusão do traçado.

Revised Miami F1 track layout
Revised Miami F1 track layout

Photo by: Motorsport.com

Um dos maiores desafios já enfrentados pela F1 é finalizar os detalhes do uso das áreas próximas ao Bayfront Park e o Museum Park, e isso envolve um contrato à parte com a área dos parques, esclarecendo exatamente o que pode e o que não pode ser feito na área.

A jurisdição da organização também inclui a marina e a margem, locais em que a F1 pediu que fossem reservados para ancorar iates. A F1 também pediu à patrulha marítima para que ajudassem a proibir a ancoragem nas áreas imediatamente a leste do evento.

Os documentos também confirmam a data do festival que será realizado na cidade, cuja intenção é dar o pontapé inicial da categoria em Miami: “Ele acontecerá no período de 17 a 21 de outubro”. A intenção é que se trate de um evento anual.

A F1 também pediu por uma janela maior nas datas das corridas futuras, com a intenção de que a cidade não realize maiores eventos nos arredores da pista “em nenhum ano entre 5 de outubro e 15 de novembro”, a menos que haja uma aprovação por escrito.

Apesar de o contrato com a cidade estar em domínio público, ele não mostra nenhum detalhe dos termos financeiros da F1 com os promotores locais.

Ele cita que “os acordos financeiros devem permanecer confidenciais para que não tenha um impacto negativo nas negociações da F1 com outras cidades ou países e dê uma vantagem competitiva a outros promotores que estão negociando.”

Ele também confirma que o período inicial do contrato é de 2019 a 2028, e não a 2029, como havia mostrado o documento inicial.

Esta foi a primeira versão da pista divulgada:

Original Miami F1 track layout
Original Miami F1 track layout

Photo by: Motorsport.com

Próxima Fórmula 1 matéria
Miami adia votação sobre corrida de F1 para setembro

Previous article

Miami adia votação sobre corrida de F1 para setembro

Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias