Michelin se candidata a voltar para a Fórmula 1

compartilhar
comentários
Michelin se candidata a voltar para a Fórmula 1
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
Traduzido por: Erick Gabriel
16 de jun de 2015 21:20

Exclusivo: o Motorsport.com conversou com o comandante da Michelin sobre a decisão da companhia

Michelin Man no pitlane
Michelin; detalhe pneu
Paul Hembery, diretor de motorsport da Pirelli, com a Lotus F1 E22 com novos pneus de 18 polegadas da Pirelli
Lotus F1 E22 correndo com novo pneu de 18 polegadas da Pirelli
Pascal Couasnon, Diretor da MICHELIN Motorsport com Chip Ganassi

 A Michelin está pronta para voltar à Fórmula 1 como fornecedora oficial de pneus a partir de 2017, com o propósito de prover pneus de 18 polegadas. Depois de semanas de debates sobre seus planos, a empresa francesa afirmou nesta terça-feira, via seu chefe esportivo, Pascal Couasnon, que está entrado no concurso da FIA, que começou no mês passado. A alegação é de que a companhia tomou esta decisão por estar infeliz com os rumos que a Fórmula 1 trouxe à questão dos pneus para a categoria.

"Pensamos em vários pontos e essa candidatura oficial é o passo a ser dado, para entrarmos novamente na categoria.", disse ele ao Motorsport.com.

"Estamos um pouco decepcionados em ver onde a tecnologia se encontra - pelo menos na maneira como os pneus estão representados na F1. Estamos conversando sobre isso já algum tempo."

"Fizemos algumas propostas à Fórmula 1, mas não tivemos oportunidades de irmos em frente há dois, três anos. Agora, há o processo oficial e com ele, a possibilidade de formularmos uma oferta com nossas ideias."

"De fato, uma das coisas extremamente importantes é que tecnologia e pneus têm que corresponder algo importante, nós gostaríamos de estar mais perto da vida cotidiana das pessoas. Queremos que esta tecnologia seja aplicada depois nos carros de passeio. Isso seria algo relevante."

O prazo final do concurso da FIA é 17 de junho e após dizer em Le Mans que a decisão de voltar à Fórmula 1 estava em 50/50, o corpo diretivo da Michelin corre para ter um contrato vencedor e voltar à categoria.

Esse movimento significa que a Pirelli terá uma concorrência para permanecer como distribuidora de pneus na F1. A decisão da FIA será divulgada no próximo mês, após debates em relação à parte técnica e de segurança dos seus candidatos.

Ainda não está claro se haverá outras empresas que vão concorrer junto com Pirelli e Michelin.

18 polegadas ou nada

A Michelin faz questão de fazer um pneu de 18 polegadas, por acreditar que eles sejam mais relevantes ao mercado de carros de passeio.

As equipes questionam a direção da F1 sobre o peso-extra que pneus desse tipo poderiam trazer, mas Couasnon deixa claro que a Michelin só retorna se os pneus forem feitos com esta largura.

"É claro que mesmo se passarmos pelo concurso da FIA e eles nos disserem que só poderá ter pneus de 13 polegadas, mesmo assim, não vamos seguir em frente."

Fatores comerciais

A decisão final será da FIA, mas independentemente do fator técnico, a parte comercial terá grande influência, já que a Pirelli também investe pesadamente em publicidade, trazendo sempre suas campanhas à Fórmula 1.

 

Próxima Fórmula 1 matéria
Pilotos da Toro Rosso estão ansiosos para correr “no quintal de casa”

Previous article

Pilotos da Toro Rosso estão ansiosos para correr “no quintal de casa”

Next article

Button afirma que resultados não refletem o progresso da McLaren

Button afirma que resultados não refletem o progresso da McLaren
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias