Monisha: "Não é hora de enterrarmos a cabeça na areia"

Chefe da Sauber reconhece momento difícil da equipe, mas ainda acredita na reação

Sem pontos no ano até agora e mostrando um desempenho bem longe do visto nos últimos tempos, a Sauber novamente teve um fim de semana para esquecer na China. Adrian Sutil abandonou logo no início e Esteban Gutierrez chegou apenas em 16º. Para a chefe da equipe suíça, Monisha Kaltenborn, o momento é ruim, mas não pode haver desespero.

“Nós, obviamente, não estamos felizes com esse tipo de performance. Estamos passando por um momento difícil, mas isto não é motivo para enterrarmos a cabeça na areia”, declarou Monisha ao site da F1.

“Precisamo continuar a trabalhar de forma muito concentrada para obter o melhor pacote possível para a próxima corrida, na Espanha”, acrescentou.

Segundo Monisha, o principal problema de Gutierrez no último GP foi em relação aos pneus traseiros. O mexicano teve um desempenho tão abaixo, que chegou atrás do brasileiro Felipe Massa, que perdeu praticamente um minuto nos boxes.

“Foi uma pena o problema no motor de Adrian logo no início e, no caso de Esteban,  temos que analisar tudo, a fim de entender por que os pneus traseiros de repente perderam tanto aderência”, completou.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias