Montezemolo pede à Ferrari carro vencedor no Texas

Presidente da equipe italiana elogia "enésima grande corrida" de Alonso no ano e diz que time esteve em situações piores

Após mais uma oportunidade em que as novidades levadas ao carro de Fernando Alonso não funcionaram tão bem quanto o esperado, o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, pressionou a equipe para que o vice-líder do mundial tenha condições de lutar pela vitória na penúltima etapa, em Austin, no Texas.

“O final de semana foi difícil de ler. Isso começou com a noite de sábado quando vi uma situação que não ficou totalmente clara”, afirmou o italiano, referindo-se à punição de Vettel. “Do lado da Ferrari, quero entender que as novas peças só melhoraram parcialmente a performance, o que não foi o suficiente para permitir que Alonso largasse em uma posição melhor – mesmo com as expectativas de nossos engenheiros”.

Montezemolo elogiou a performance de seu piloto, que largou em sexto e chegou em segundo. “Fernando produziu sua enésima grande corrida da temporada, na qual deu 120% e conseguiu lutar pela vitória até o final. Mas é claro que temos de fazer mais para as próximas corridas. Foi o que pedi a Domenicali e sua equipe, temos 10 duas cruciais adiante, nos quais devemos fazer de tudo para chegar no Texas com um carro que possa lutar pela vitória”.

O dirigente salientou que a equipe tem experiência em decisões e já esteve em situações piores do que os 10 pontos de desvantagem com duas provas para o final. “Nos últimos 15 anos nos envolvemos em batalhas até o final [do campeonato] e vimos como situações bem mais difíceis foram viradas. Nós não podemos deixar pedra sobre pedra. Estou certo de que todos na Ferrari vão trabalhar com a determinação absoluta, dando os mesmos 120% que Fernando sempre dá”.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias